Notizie, curiosita',aneddoti, e fantasie su New York – tagged "Tours" – Page 2 – Minha Viagem a Nova York Google+

Autenticamente Nova York

Dicas para Visitar a Estátua da Liberdade October 03 2018

Vamos começar respondendo a pergunta que escuto com mais frequência, a coroa da estátua pode ser visitada? Sim! Alguns adoram subir até lá, outros ficam um pouco desapontados, a vista não é tão excepcional como parece. O problema verdadeiro é comprar os ingressos para subir até lá, você precisar reservar com meses de antecedência, porque os lugares são limitados. É necessário subir 377 degraus, você não pode subir com bolsa, sacolas ou qualquer outro tipo de coisa nas mãos, é necessário estar em boa forma física, pois a subida é puxada. Para as crianças, é necessário medir pelo menos um metro e vinte centímetros.

Os ingressos para subir até a coroa da Estátua só podem ser comprados on-line (US $ 28), o mesmo se aplica se você quiser comprar a entrada para o pedestal da coroa (US $ 25, onde é possível visitar o museu com a tocha original).

É aconselhável ir de manhã cedo para evitar as longas filas que podem ser encontradas especialmente na alta temporada.

Em um dia de pico, o tempo médio na fila é de uma hora. Considere que pode estar muito quente ou muito frio, esse é o clima de Nova York, portanto, o tempo de espera pode realmente cansar você. Leve água e comida (tudo é mais caro lá). A última viagem sai às 3 da tarde, mas eu aconselho você a pegar a primeira, às 8 da manhã. Lembre-se que o ingresso para Ellis Island também está incluso no ingresso, portanto, tente organizar tudo isso em sua agenda, pois para fazer os dois você vai levar de 4 a 5 horas no total. Se você sair muito tarde, será impossível visitar Ellis Island. 

As pessoas com deficiência tem fácil acesso aos barcos, e a equipe está pronta para ajudá-los.

Lembre-se que esta atração está incluída no Citypass e no New York Pass.

Guias de áudio estão disponíveis por US $ 8, também em português.

Caso você não queira desembarcar na ilha, lembre-se de que você pode pegar a balsa de passageiros gratuitamente. O Staten Island Ferry é um monstro gigante e amarelo que cruza os mares de Nova York.

 

A Estátua da Liberdade é um símbolo de Nova York e dos Estados Unidos, um hino universal à emigração, mas não é muito comum vê-la em uma viagem mais rápida, A Estátua só é vista das pontes que ligam o Brooklyn a Manhattan, ou a partir do Battery Park.

  • Para chegar à Estátua da Liberdade, a viagem dura 15 minutos e, a bordo, você também encontrará bebidas e alimentos à venda.
  • Tire muitas fotos, Ah, e eu já ia me esquecendo, existem banheiros na ilha.

Plano de smartphone exclusivos para turistas! 30 dólares com internet ilimitada por três semanas. March 18 2018



Pessoal, esse é o link onde vocês vão poder encontrar mais informações sobre esse plano:  https://prepaid-phones.t-mobile.com/prepaid-international-tourist-plan 

Esse é o plano ideal para todo turista que chega em Nova York. Apenas 30 dólares, e 3 semanas de internet ilimitada, com velocidade 4G LTE, ou seja, alta velocidade!

Você consegue aproveitar a velocidade máxima dessa internet até chegar ao consumo de 2GB, depois ela perderá força. Mas posso garantir que ainda sim será uma velocidade alta até para os padrões americanos.

As chamadas ilimitadas nos Estados Unidos estão incluídas no plano (mas não acho que você precisará) e mensagens de texto ilimitadas estão sempre disponíveis nos Estados Unidos.

Visite a loja da T-Mobile e garanta o seu plano!


Quinze Dicas Sobre Como Economizar em Nova York February 13 2018

 

1) Em vez de se hospedar em um hotel, tente uma acomodação pelo airbnb (aqui está um código de desconto para vocês utilizarem). Se vocês procurarem com antecedência, vão achar excelentes ofertas.

 

2) Viajem na baixa temporada, assim vocês vão encontrar os melhores preços nos voos e nas acomodações.

 

3) Não deixe de tomar o “pequeno-almoço americano” o famoso Brunch americado, não será caro e lhe dará energia quase até a noite. No almoço, procure restaurantes que cobrem por kg. Você irá conseguir comer bem com menos de 10 dólares.

 

4) Compre bilhetes da Broadway sob as escadas vermelhas da Times Square. Você pode fazer grandes negócios ali. Já para os shows mais famosos como Lion King, Chicago, Alladin, vocês podem comprar diretamente conosco em nosso escritório 324 W 47th ou pelo nosso site: minhaviagemanovayork.com

 

5) Para fazer compras, vá para alguns lugares como o Woodbury Common e o Jersey Garden. Os preços são imbatíveis. Você também pode ir para o Century 21 e para a Macy's. Até mesmo nas lojas da Fifth Avenue vocês poderão achar vários descontos.

 

6) Há uma abundância de eventos gratuitos na cidade, procurem aqui: http://www.timeout.com/newyork e dê uma olhada.

 

7) Compre o citypass (aqui) e economize nas entradas de museus e observatórios.

 

8) Lembre-se de que os museus têm dias de entradas gratuitas.

 

9) Use o tempo da melhor maneira possível. Considere a ideia de fazer passeios em grupos para maximizar o tempo disponível.

 

10) Use o metrô para se locomover. Você pode fazer o passe semanal que custa US $ 32.

 

11) Se você quiser beber uma cerveja, vá durante o Happy Hour (geralmente todos os bares tem das 4 às 7 da noite). Você vai cortar suas despesas ao meio.

 

12) Para um lanche rápido, lembre-se de que tudo está em Nova York. Hot dogs e pizzas por um dólar. E eu garanto, eles não são ruins.

 

13) Não perca tempo com coisas que não lhe interessam. Tenha clareza no que você quer fazer e o que não quer.

 

14) No caminho do aeroporto para o hotel, considere utilizar o Airtrain (custa apenas 5 dólares).

 

15) Compre lembranças por atacado na 34W 27th.

 

15) Poupe dinheiro antes de fazer a sua viagem para Nova York. E aproveite esta cidade de forma completa! Este é o meu verdadeiro conselho.


Porque Considero Nova York a Cidade mais Bonita do Mundo January 14 2018 1 Comment

Johnny Knight

 

Eu não sei se você teve a sorte de visitar (ao vivo) a grande Nova York, se não teve,espero do fundo do meu coração que um dia tenha! É praticamente impossível encontrar uma pessoa que não tenha ficado fascinada com a luz que emana desta cidade, e olha que eu não estou falando sobre as luzes da Times Square nem das milhões de luzes de néon espalhadas pela cidade. A luz que eu estou falando é a que rodeia  Nova York: as construções, as pessoas, os carros, o asfalto, a fumaça dos aquecedores ... Muitas pessoas acreditam que em certo momento eu vou me cansar de Nova York, eu, acredito que qualquer pessoa com um mínimo de senso comum, com o passar dos anos, já não iria conseguir apenas elogiar uma cidade, seja ela qual for.

 

 

Sendo assim, muitos já me perguntaram porque eu não me mudo, ou porque eu não busco uma coisa nova? Eu também já me fiz essa pergunta. Provavelmente isso não é o que eu realmente quero, caso contrário, eu teria feito isso. Eu sou acostumado a viver a vida sem muita programação (isto é, vivo baseado apenas em alguns pilares como família, os sonhos e as viagens que compartilhamos).

 

 

 

Com certeza, eu posso afirmar uma coisa: se eu tivesse que viver em Nova York, eu não ficaria satisfeito e não aceitaria ter uma vida de "classe média", com todo o respeito pelos que vivem assim em Nova York. A razão é óbvia: esta cidade é linda, e cheia de tentações... e se você começar a recusar todas as tentações que a cidade lhe oferece,  provavelmente sua vida não vai ser tão boa. Como tentação, eu me refiro a: viver em um bom apartamento com todos os confortos, sair para jantar sem se perguntar se você realmente tem dinheiro, compras ou simplesmente compra algo por impulso. Nova York é linda, é imensa... Ver tudo o que a cidade oferece e não ser capaz de provar isso, em minha opinião, é deprimente. A partir desta perspectiva, talvez Nova York se torne uma cidade mais difícil de alcançar um nível alto de satisfação, e eu afirmo que é realmente difícil, especialmente para aqueles que já têm uma boa carreira e estabilidade em seu país.

Pessoalmente, acho que os filmes (que têm um efeito incrível sobre mim) me ajudaram em algumas escolhas: eu me apaixonei por Roma graças a Sordi (e fui estudar, trabalhar e viver nesta cidade), o mito de Nova York para mim, foi moldado por Frank Sinatra com suas com todo o seu carisma e letras fantásticas e os vários filmes do Gangster que em certa época prevaleceram em Nova York. E este é precisamente o ponto: Nova York é a cidade mais filmada na história do cinema, você acha que isso é aleatório? Claro que não. Nova York, simplesmente, é a cidade mais bonita do mundo! E o Piero mostra isso todos os dias, com seus belos vídeos e sues incríveis passeios turísticos pela cidade...  Em Nova York, o mito e o sonho se tornam realidade mesmo que apenas por um feriado ou alguns dias em Manhattan. Nova York é realmente grande e bela e nenhuma outra cidade do mundo irá conseguir tirar isso dela!


Os Melhores Supermercados de Nova York January 10 2018

Quando pensamos em Nova York, não conseguimos não pensar em comida e não importa se seus gostos alimentares. Você pode ter certeza que Nova York será capaz de satisfazer qualquer necessidade culinária que você tenha.

Entre restaurantes, bares e restaurantes, há também outra opção que pode ser muito útil, especialmente se você alugou um apartamento. Estou falando dos supermercados de Nova York, lugares enormes onde você será capaz de encontrará qualquer coisa. Se você já entrou em um, certamente ficou impressionado com a enorme quantidade de comida, as tentações são muitas e é quase impossível sair de um supermercado sem comprar alguma coisa.

Então, se você tiver a possibilidade de cozinhar em seu apartamento, essa pode ser uma solução boa e barata, e lembre-se também: os supermercados de Nova York também servem refeições prontas em bandejas, essa também é uma ótima maneira de almoçar sem gastar muito.

Aqui está uma lista dos melhores supermercados de Nova York. É, claro, existem  outros, mas esses na minha opinião, são os melhores.

 

Whole Foods Market

 

 

Grande variedade de alimentos, tanto para levar, como para comer no local. Você encontrará uma ampla gama de produtos orgânicos também. No 2º andar você terá acesso aos departamentos de roupas, vitaminas, artigos de higiene... em suma, você encontrará de tudo, a um ótimo preço.

Vocês podem ter mais informações no website https oficial: //www.wholefoodsmarket.com
O Whole Foods Market está localizado na 10 Columbus Cir Ste Sc101, New York, NY 10019, Stati Uniti.

Essas são outras unidades da Whole Foods Market, que eu também recomendo:

95 East Houston St

4 Union Square South

270 Greenwich Street

250 7th Ave

250 East 57th Street

808 Columbus Avenue808 Columbus Avenue

 

Eataly NYC Flatiron

 

 

Para aqueles que não resistem a uma boa comida italiana, Eataly é a solução. Próximo do Flatiron, este lugar é enorme e está sempre cheio! Você não encontrará apenas italianos, mas também muitos americanos apaixonados pela cozinha italiana.

Tudo aqui é delicioso, mas também é caro. No interior existem 5 locais diferentes para comer, incluindo peixe, carne, pizza ... Eles também têm um mercado fresco de frutas e legumes. Você vão encontrar uma grande variedade de sanduiches, macarrão, café expresso e sorvete. Definitivamente, vale a pena visitar!
Eataly NYC Flatiron, 200 5th Ave, New York, NY 10010, Estados Unidos

 

https://www.eataly.com/

 

Trader Joe's

 

 

Esse é um ótimo supermercado localizado na Sexta Av, especializado em refeições prontas. Você encontrará de tudo: peixe, carne, sandwitch, a qualidade não é ruim e o preço é ótimo. Não é tão imenso como os outros, mas certamente irá satisfazer suas necessidades.

 

https://www.traderjoes.com

 

Trader Joe's, 675 6th Ave, New York, NY 10010, Estados Unidos

 

Fairway Market

 

 

A primeira impressão não deve ser levada muito em conta nesse caso. Do lado de fora, esse supermercado não inspira muita cofiança e, assim que você entra, parece pequeno. Mas depois de começar a explorar o lugar, as prateleiras e etc, você notará que ele não é pequeno e a variedade é excelente: tudo é muito organizado e o local é extremamente limpo. Possui uma ampla seleção de alimentos preparados e também um a boa área dedica a cortes de carne. O destaque para mim é a seleção de queijos, enorme!

 

https://www.fairwaymarket.com

Fairway Market, 74th Street, 2131 Broadway, Nova York, NY 10023, Estados Unidos

 

Morton Williams

 

 

Eu não poderia deixar de citar aqui o Morton Williams. Existem vários espalhados por Nova York. Os supermercados oferecem uma boa variedade de produtos a um preço justo. Eu fui lá durante a minha primeira viagem a Nova York quando eu precisava de um supermercado perto do Central Park (140 W 57th St, Nova York). Tudo muito bom, especialmente a salada de frutas com frutas sempre frescas. Uma opção perfeita para quem está planejando fazer um piquenique no maravilho do Central Park.

 

Últimas dicas...

Se você for comprar álcool, lembre-se que sempre precisará de um documento com foto. Preste muita atenção ao texto das embalagens, elas realmente contém informações úteis sobre o que vocês estão comprando.

Lembre-se também de que existem várias farmácias em Nova York. O nome nós faz pensar imediatamente em medicamentos, mas em Nova York eles são verdadeiros supermercados, onde você pode encontrar quase tudo. Então, se você estiver caminhando por Nova York e precisar comprar alguma coisa, lembre-se de que na Farmácia você pode encontrar a maioria das coisas que precisa.


Revolução: A partir de 01 de março, será obrigatório pagar 25 dólares para entrar no Metropolitan Museum January 09 2018

Aconteceu o que muito já haviam previsto. A partir de 01 de março para entrar no Met será necessário mais do que o famoso “preço sugerido”.  Será necessário pagar o preço integral. De fato, desde 1970, o museu limitou-se a sugerir uma doação de 25 dólares, que agora será obrigatória para aqueles que não residem no estado de Nova York.

 

 

Há algum tempo eu tive uma conversa sobre esse assunto, e eu argumentava que, mais cedo ou mais tarde, essa iniciativa do “preço sugerido” acabaria, se as pessoas continuassem se aproveitando disso. E, como esperado, agora o valor será inteiro.

Essa iniciativa do “Preço sugerido” foi projetada para ajudar aqueles que não podiam dar ao luxo de ter acesso à cultura. Mas rapidamente todos da cidade começaram a se aproveitar disso, e as receitas do Metropolitan Museum despencaram.

Agora, com certeza será mais conveniente comprar o Citypass (https://minhaviagemanovayork.com/collections/ingressos-e-citypass/products/economia-citypass) ou ir diretamente ao nosso escritório (324 W 47th) 4 minutos da Times Square e adquirir o seu pessoalmente.


Ano Novo na Times Square: 7 Dicas para Aproveitar o Máximo December 30 2017



Os Melhores Cupcakes de Nova York e Onde Encontrá-los November 17 2017

Christopher Cammarano

Os Cupcakes, assim como os Hambúrgueres, são símbolos culinários da América do Norte e de Nova York. Esses dois elementos conseguem agradar os mais distintos paladares. Bem, quando eu estava em NY eu perguntei para todos: Onde comer os melhores Cupcakes dessa cidade? E aqui está o meu ranking pessoal, após experimentar vários lugares e tipos desse doce fantástico! Espero que vocês gostem.

 

Os melhores cupcakes de Nova York

1. Magnolia Bakery
401 Bleecker St, New York, NY 10014, Estados Unidos

Fundada em 1996, a Magnolia Bakery é provavelmente a cadeia de padaria mais popular de Nova York. Originalmente nascida de uma pequena unidade, hoje é Doda de várias lojas espalhadas por toda Nova York, mas o local mais antigo está localizado na Rua Bleecker.

A variedade de cupcakes oferecidos é realmente enorme, mas a minha dica que vale ouro aqui é a versão de Red Velvet. Cada cupcake custa entre US $ 2,75 e US $ 3,50.

 

2. Two Little Red Hens

1652 2nd Ave, New York, NY 10028, Estados Unidos

Conhecido e premiado por seu cheesecake, Two Little Red Hens também é amado por seus cupcakes. Aqui, a escolha obrigatória é o Brooklyn blackout, um cupcake de chocolate recheado com pudim de chocolate. O lugar é pequeno e acolhedor, e existem poucos assentos. O mini Cupcakes custa US $ 1,75, os normais começam a partir de US $ 3.

 

3. Georgetown Cupcake

111 Mercer St, New York, NY 10012, Estados Unidos

Essa bakery especializada em Cupcake  tem suas origens em Washington DC, hoje Georgetown Cupcake é um verdadeiro império com lojas em todos os EUA e também um programa de TV dedicado especialmente a marca. O restaurante de Nova York está localizado em Soho e dentro dele você pode encontrar cucpakes para todos os gostos (20 tipos diferentes por dia). Os preços variam a partir de US $ 2,75.

 

4. Amy's Bread

250 Bleecker St, New York, NY 10014, Estados Unidos

Não se deixe enganar pelo nome, o Amy's Bread é uma padaria, mas as iguarias encontradas aqui que variam de pão a doces (especialmente cupcakes) são únicas! Existem várias lojas espalhadas por Nova York, mas a mais famosa é a da Vila na Rua Bleecker número 250. Que cupcake eu recomendo? Absolutamente o Devil's Food Cake, um desejo de chocolate que você vai adorar.

 5. Molly's Cupcakes

228 Bleecker St, New York, NY 10014, Estados Unidos

Nascida em Chicago, esta bakery também conquistou Nova York. A história por trás dos Cupcakes do Molly`s merece ser relembrada: ​​Mollys era o nome do seu professor do ensino primário, e sempre que um aluno comemorava seu aniversário na sala, o professor levava um cupcakes. O interior da padaria é inspirado em um ambiente escolar da década de 60!

Aqui você pode encontrar cupcakes de todos os tipos, desde o mais clássico até os mais elaborados. Mas a verdadeira característica do Molly`s são os cupcakes cheios de cremes como o Cake Batter, Creme Brulée, Manteiga de amendoim, Cookie Monster e muito mais.

 

Se você ainda não achou o seu melhor Cupcakes em Nova York, definitivamente vale a pena procurar nesses lugares!


Dicas de como Dirigir e Alugar um Carro nos EUA October 26 2017

Documentos, Sinalização e Estilo de Direção

Essa é uma dica que vale para todos: a única maneira de realmente conhecer de forma profunda os Estados Unidos da America é fazendo uma jornada por suas magníficas e emblemáticas estradas.  No entanto, um elemento fundamental é muitas vezes ignorado: como dirigir nos EUA?

Neste artigo, vamos lhe dar todo passo a passo para se dirigir nos EUA,e  assim, fazer você aproveitar ao máximo sua viagem.

Como dirigir nos EUA?

Dirigir nos EUA não é difícil, especialmente se você se manter longe das ruas mais movimentadas das grandes metrópoles. Na verdade, as autoestradas são perfeitas para um passeio descontraído e agradável. Para dirigir com segurança, você terá que ter em mente algumas regras básicas.

O código Americano de direção:

Devemos enfatizar algumas coisas importantes:

  • A ultrapassagem à direita é permitida nas ruas com pelo menos duas pistas.
  • Salvo indicação contrária, é possível girar à direita até a segurança, mesmo com o sinal vermelho.
  • É absolutamente proibido ultrapassar um ônibus escolar estacionado com as luzes piscando, pois indica a presença de crianças.
  • Nas rodovias, há uma faixa denominada "car pool lanes", indicada por um símbolo em forma de diamante para carros que transportem pelo menos duas pessoas. Tudo para incentivar o uso de um veículo para mais de um passageiro.

Limites de velocidade

Na América, os limites de velocidade são expressos em milhas (1 milha corresponde aproximadamente a 1,6 km) e muitas vezes variam de Estado para Estado. Em geral:

  • Nas cidades, o limite é de 25/35 milhas (40/55 km/h).
  • Nas rodovias, no entanto, o limite é de 55/75 milhas (105/120 km/h).

Nas estradas da estrada há uma maior tolerância aos limites de velocidade e você também pode chegar nas 5/10 milhas acima da média. Os limites, no entanto, devem ser obrigatórios em grandes centros urbanos e particularmente perto das escolas.

Dica importante! Caso seja parado por um policial, lembre-se de não sair do carro e aguardar as instruções do oficial, segurando as mãos firmemente no volante.

 

Sinais Rodoviários

Se o seu objetivo é entender de modo completo como dirigir com segurança pelos EUA é muito importante aprender a sinalização rodoviária.

  • Interstate: Rotas rodoviárias que ligam estados. São realmente fáceis de reconhecer, pois são indicados por uma letra seguida de uma sequência de números. A numeração deve ser levada em consideração como se a rota ímpar fosse de norte a sul ou vice-versa, ou se ela vai de leste a oeste ou vice-versa.
  • Highways: Exatamente o equivalente a nossas rodovias, também são indicadas através de um sinal de cor verde. As saídas são sinalizadas com uma numeração progressiva e são facilmente reconhecíveis.
  • Freeways são “estradas estaduais” que permitirão viajar para as áreas rurais de seus respectivos estados.

 

 

Left turn yield on green: quando você virar à esquerda, você deve dar prioridade a quem vem na direção oposta.

Junction: É o nosso entroncamento.

No turn on red: Não é possível virar a direita com o semáforo vermelho.

 

Estacionamento na América

Os estacionamentos são outro elemento importante. Em geral, nas áreas periféricas, não existem restrições específicas, exceto para as rotas mais movimentadas. Outra história para o centro da cidade, onde os estacionamentos geralmente são muito limitados e marcados com os seus próprios indicadores.

 As restrições de estacionamento em algumas cidades são indicadas por cores específicas na calçada adjacente:

Vermelho: proibição de estacionamento

Amarelo: reservado para veículos autorizados

Branco: parada curta para embarque e desembarque de pessoas

Verde: parada permitida dentro dos prazos marcados na região

Também é proibido estacionar a uma distância menor do que 3 metros de um hidrante, e é obrigatório estacionar sempre na mesma direção da pista.

 

Alugando um Carro

Finalmente chegamos ao último passo, alugar um carro nos EUA. O conselho que lhe dou é reservar on-line e depois buscá-lo diretamente no aeroporto. Mas você precisa ter cuidado com algumas coisas:

  • Os condutores com menos de 25 anos geralmente pagam uma tarifa mais elevada.
  • Devolver o seu carro em um local diferente de onde você pegou, terá um custo adicional. Nos estados da Califórnia e Nevada, isso só é aplicado nos meses de verão.
  • A quilometragem na maioria dos casos é ilimitada, mas, em todo caso, você deve verificar sempre para evitar surpresas desagradáveis.
  • Se você devolver o carro após o horário de funcionamento da locadora, você terá que pagar uma penalidade.
  • É possível durante o período de locação indicar um motorista adicional pagando um custo extra.
  • Verifique se a sua reserva inclui Collision Damage Waiver (CDW), também denominado Damage Waiver (LDW), que cobre qualquer dano ao seu carro ou perda do mesmo.

Agora que você já tem todas as dicas de como dirigir nos EUA, você só precisa reservar sua viagem e colocar o pé na estrada! Essa será uma experiência que você vai levar para o resto de sua vida.


Dez dicas para você não ser enganado em Nova York December 04 2016 1 Comment

 

  • Chegando ao aeroporto, preste atenção: não seja enganado por golpistas que se oferecem para levá-lo ao seu hotel em carros pretos, muitas vezes eles inventam vários tipos de desculpa para lhe enganar, como afirmar que o AirTrain está quebrado, ou combinar um preço, e no fim da corrida dizer que esse preço era por pessoa, fazendo você pagar o dobro ou o triplo do valor. Outra sacanagem é que as vezes você pode lhes dar duas notas de 100 e o motorista guardar e dizer que eram duas notas de dez dólares. Fique atento a tudo, caso contrário isso pode lhe custar de 200 a 400 dólares, quase o preço da passagem aérea. Procure usar o AirTrain e os serviços de traslado como o táxi. Se você quiser um serviço mais caro, é conveniente contratar alguém que fale português para busca-lo no aeroporto, e nós temos este serviço!
  • Não compre produtos eletrônicos em lojas próximas a Times Square. Elas elevam bastante os preços, e você pode encontrar um produto semelhante a algumas quadras por um valor menor. Para fazer compras vá a B&H ou a loja da Apple.
  • Lembre-se de incluir a taxa de serviço (ou seja, a gorjeta), mesmo ao pagar com cartão de crédito. Caso contrário, eles podem colocar o valor que quiserem. Não é sempre que isso acontece, mas pode acontecer. Atenção!
  • Não tome café da manhã no hotel, o café no hotel é muito mais caro. A rua é a melhor opção para você economizar com isso.
  • Nunca faça xixi na rua ou beba álcool em local público. Caso contrário, você receberá uma multa pesada. Além de ter que comparecer perante o tribunal de justiça.
  • Não use o pedicab, esse tipo de taxi-bicicleta que você encontra nas ruas de Nova York. Eles custam muito caro!
  • Quando você for comprar uma cerveja, a taxa de serviço não é automaticamente incluída na conta. Se eles não disserem nada pergunte se há alguma taxa, ai você decide quanto pagar.
  • Cuidado ao tirar fotos com os "bonecos" que ficam na Times Square. Se você não der dinheiro a eles (uma boa quantia) por vezes, eles podem se tornar agressivos quando você tirar a foto.
  • Se você for alugar uma casa ou um apartamento, não faça o depósito em dinheiro. Muitos desaparecem. Use sites seguros como o airbnb.
  • Evite trocar dinheiro em casas de câmbio, isso pode custar caro. Faça saques em caixa eletrônicos da ATM, você vai economizar muito assim. Retire grandes somas para amortizar os custos fixos.
  • Sempre pergunte o preço antes de comprar um cachorro-quente que esteja sem preço. Ele deve custar entre 1 e 3 dólares, porém alguns podem chegar a custar 10 dólares!

    Outubro, o mês do Halloween em Nova York October 15 2016

    Outubro é o mês do Halloween, a festa mais esperada do ano pelos nova-iorquinos. O Halloween não é apenas o desfile do dia 31, com todas aquelas máscara incríveis! É uma atmosfera que funciona durante todo o mês de outubro.

    Primeiro, se você está planejando passar o Dia das Bruxas em Nova York, não seja apanhado de surpresa: pense em sua fantasia com antecedência. Você pode optar por uma máscara de estilo caseiro "do-it-yourself", ou visitar uma das muitas lojas de Halloween, algumas das quais ficam abertas apenas durante os meses de setembro e outubro permanecendo fechadas para o resto do ano (eu deixo para você fazer os cálculos aproximados das "receitas" que estas lojas de Halloween tem abertas apenas dois meses por ano).

    Halloween Adventure (104 4th Avenue) e Abracadabra Superstore (19 West 21 Street) essas são apenas duas das muitas lojas para comprar ou alugar fantasias para o Halloween.

    Aqui estão algumas idéias para você entrar no espírito do Halloween em outubro:

    TOUR DAS CASAS "POSSEDUTE" DE MANHATTAN

    Onde: Merchant’s House Museum, 29 east 4th street

    Quando: de 21 à 30 de outubro.

    Oito pessoas da família Merchant morreram nessa casa, que agora é um museu aberto ao público; um museu que tem como objetivo dar aos visitantes a chance de conhecer a "vida doméstica" de uma rica família mercante do século XIX e seus raros quadros irlandeses. Os membros da família morreram a mais de um século e meio atrás, mas é possível, por causa do “Spirated” October Festival, através do “Candlelight Ghost Tour”, entrar em contato com os seus fantasmas, ouvir suas histórias, suas vozes e experiências ... Acredite ou não, durante os 50 minutos do tour, você entra em contato com tudo o que aconteceu naquela casa. Não grite alto demais! O New York Times chama de a casa desse tour de "a casa mais temida  de Nova York". Vários detalhes desse tour podem ser vistos on-line.

    ESCURSÃO PELO CEMITÉRIO DE GREEN-WOOD

    Onde: 500 25th street, Brooklyn

    Quando: sábado 15 de outubro, das 8 p.m. às 12 a.m.

    Green-Wood é um cemitério histórico dos nova-iorquinos. Em um velho artigo no The New York Times do final do século XIX, mostrou que o cemitério de Green-Wood é o local mais assustador de Nova York, porém também é o local onde a maioria dos nova-iorquinos queriam ser enterrados." Green-Wood é um enorme cemitério, onde mais de 500.000 nova-iorquinos, por nascimento ou por adoção, estão enterrados. Criado em 1838, é o lar de centenas de soldados mortos durante a Guerra Revolucionária, assim como políticos e artistas. Green-Wood é um enorme espaço verde que inspirou parques como o Central Park e Prospect Park, e onde se pode observar túmulos e mausoléus que datam do século XIX e XX, com diferentes estilos arquitetônicos e alguns bem excêntricos (como um túmulo em forma de pirâmide). O jovem artista Jean Michael Basquiat (1960-1988), protegido de Andy Warhol, está enterrado aqui no Green-Wood.

    A iniciativa Into the veil: an after dark exploration, um tour depois do escurecer, realizado geralmente dia 15 de outubro, patrocinado pela Atlas Obscura, promove um tour noturno pelo Green-Wood Cemetery, com performances e leituras, na maioria dos casos, de histórias assustadoras que se passaram lá!

    O código de vestuário recomendado é o “cocktail attire”, mas com sapatos confortáveis e uma jaqueta não muito leve, para suportar as noite de outono de Nova York.

    Ferramenta necessária para o tour: uma lanterna e pilhas de reserva, você nunca sabe o que vai acontecer. Imaginar ficar no escuro no meio do cemitério Green-Wood em uma noite sem lua?

    BROOKLYN HORROR FILM FESTIVAL

    Onde: diferentes locais.

    Quando: de 14 à 16 de outubro de 2016.

    Halloween tem como sinônimo "terror", e se vocês são fãs de filmes de terror, vocês não podem perder o festival “the art of horror filmaking”: o Brooklyn Horror Film Festival. Além da exibição de filmes clássicos e independentes, existem outros eventos dentro como reuniões e festas que fazem parte do festival. Confira a programação completa no site, e no local do evento, no Videology do Wythe Hotel, existem vários espalhados por todo Brooklyn. Os organizadores do festival, o definem como um "festival de cinema de gênero durão", leve um amigo, ou um "inimigo". Más intenções? No Halloween tudo é permitido.

    http://brooklynhorrorfest.com/

    A PROCISSÃO DE GHOULS NA CATEDRAL DE ST. JOHN

    Onde: St. John the Divine, 1047 Amsterdam

    Quando: 28 de outubro de 2016

    A procissão anual de ghouls e demônios, na catedral do Harlem (Morning Side), é a maior de Nova York, é uma experiência imperdível. St. John the Divine é chamada assim por causa do St. John the Unfinished, porque, devido à falta de fundos essa catedral, que começou a ser construída na segunda metade do século XIX, nunca foi concluída (se vocês olharem para cima vão ver partes inacabadas na fachada dela). O estilo romano-gótico dos arcos da catedral dão o “set” perfeito para a procissão de demônios e bruxas, acompanhado por um ambiente macabro com grandes pilares e corredores em um cenário de tirar o fôlego, ainda tem a apresentação do grupo teatral de Ralf Lee and The Mettawee River, o Halloween Extravaganza and Procession of the Ghouls. Isso tudo mostra como Nova York é perfeita para a época do Halloween.

    JARDIM BOTÂNICO: ESPANTALHOS E ABÓBORAS

    Onde: 2900 Southern Blvd, Bronx

    Quando: a partir de 17 de setembro - 30 de outubro.

    A exposição de Scarecrows & Pumpinks  (espantalhos e abóboras), do artista Ray Villafane é uma oportunidade única de visitar o Jardim Botânico, no Bronx. Além de admirar as plantas e flores e todo o colorido único do outono, você vai encontrar-se rodeado por cerca de trinta espantalhos "alegres", verdadeiras obras de arte que o artista concebeu com a ideia de representar a sua evolução ao longo dos anos. Espantalhos desempenham um papel importante na agricultura e cultura americana. Não só são os guardiões dos jardins e campos, como são frequentemente retratados como personagens de desenhos animados, filmes e histórias em quadrinhos.

    HALLOWEEN PARTIES!

    São muitas “parties”, organizadas para o Halloween, e você vai ter a dificil tarefa de escolher em quais ir. Em uma área menos turísticas uma das festas mais divulgadas é a Stranger Things theme party a Lot 45, no bairro Bushwick no Brooklyn. A festa é inspirado por uma lenda macabra associada ao desaparecimento de um menino de 12 anos de idade, Will Byers, na cidade americana de Hawkins. Em 06 de novembro de 1983 Will Byers desapareceu depois de sair da casa de seu amigo, logo depois uma menina com poderes "psicocinéticos", aparece misteriosamente na cidade e afirma saber onde Will está. Uma história misteriosa que ainda conta com uma agência do governo, que tenta encobrir os fatos ocorridos.

    Músicas dos anos 80 para dançar e desfrutar deste evento baseado em fatos verdadeiros.

    Onde: 411 Troutman street

    Quando: De 21 à 23 de outubro. Das 10 p.m. às 02 a.m.

    DESFILE DE CÃES FANTASIADOS

    Quando: 22 de outubro a partir de meio-dia até às 15:00 horas.

    Centenas de cães de todas as raças vão desfilam todos os anos na maior parada de cães fantasiados do mundo, no coração de Nova York, na Tompkins Square. De 12:00 às 15:00. O evento é gratuito, embora seja recomendada uma doação de 5 dólares para a premiação. O cão vencedor ganhará milhares de dólares!

    A 42º PARADA DE HALLOWEEN

    Quando: 31 de outubro das 19:00 às 23:00

    No tradicional desfile de Halloween só é permitido pessoas fantasiadas (pelo menos máscara), ele acontece todos os anos no Village.

    Trajeto para aqueles que estiverem fantasiados: Seguindo pela Sixth Avenue e Spring Street até a 16th Street.

     

    Para aqueles que não vão participar fantasiados: Sixth Avenue na Bleecker e a 14th Street são as área mais congestionada. A melhor área para se ficar é a Spring e Houston Street, na 14th e 16th street.

    Quando: Das 19:00 às 23:00. Para participar não chegue depois das 18 e 30.


    Bushwick Open Studios: Os artistas de Nova York abrindo seus ateliês para o público October 05 2016

    Mariagrazia De Luca

    Durante a primeira semana de outubro milhares de artistas do Bushwich, bairro localizado no coração do Brooklyn, abrem excepcionalmente seus estúdios ao público, por causa do festival BOS, Bushwick Open Studios (1 e 2 de Outubro), organizado pela Associação de Artes do Bushwick

    Para chegar em Bushwick, você deve pegar o trem L para 14th Street parando na Jefferson. 

    Andando pelo Open Studios (o mapa pode ser baixado no site oficial do evento), você pode apreciar os belos murais nas paredes dos edifícios do bairro que hoje pode ser considerado um dos mais “alternativos” de Nova York.

     

    É uma pena que a busca constante por "lucros" já esteja chegando aqui, e já podemos ver muitos cartazes cobrindo cada vez mais as obras de arte, a maioria de incrível qualidade, feitas por artistas independentes.

     

    Entre as muitas exposições que eu recomendo que você faça uma visita a de treze artistas mexicanos, Se habla Arte Mexicano, da associação Méxtasis, na 476, Jefferson Street. Imigração, identidade, feminicídio, e "desaparecidos", esses são apenas algumas das questões abordadas pelos artistas.

    Meu conselho: se perder nas ruas de Bushwich, que não são tão geométricas como as de Manhattan, entre e saia dos Studios, converse com os artistas, pergunte sobre sua arte (Estou muito animado para falar sobre isso), tome uma taça de vinho, ou coma pipoca, esses são alguns dos "mimos" que muitas vezes são oferecidos aos visitantes.

     

    Cada artista de Bushwick (muitos dos quais são originários de Nova York, mas também de várias outras cidades dos EUA e do mundo) tem uma personalidade distinta, um estilo único, e utiliza materiais diferentes, originais e muitas vezes "incomuns".

     

    Durante este fim de semana em Bushwick, tanto na rua como dentro do Open Studios, existem mundos surpreendentes para você descobrir e explorar... Uma aventura que você não pode perder! A sensação após a visita ao Bushwick Studios é de que você esta “drunk”, bêbado de arte e conhecimento.

     


    Os Segredos do Washington Square Park September 29 2016

    1) Um antigo cemitério

    Agora essa área é linda, mas há algum tempo atrás, este parque era um simples cemitério, estima-se que mais de 20 mil cadáveres (ou melhor, os seus ossos) estão escondidos nesse subsolo. Estamos nos referindo ao período de 1797-1825, foram enterrados ali indigentes ou pessoas desconhecidas, e durante as grandes epidemias de febre amarela, o movimento aqui dobrou. 

    2) A árvore dos enforcados

    No parque esta localizada a árvore do enforcado, Hangman’s Elm. Embora os historiadores concordem e argumente que estas execuções são um mito, no sentido de que nenhuma pessoa foi enforcada na árvore, essa lenda ainda está presente nas histórias que os nova-iorquinos contam. De acordo com especialistas, essa é a árvore mais antiga em Nova York, com mais de 300 anos. Vale a pena conferir. Ele tem uma placa, fica fácil de você reconhecê-la

    3) La statua di Garibaldi

    Datada em 1888, a estátua foi construída alguns anos após a morte de Garibaldi, pelo escultor Giovanni Turini, que também esculpiu a estátua de Giuseppe Mazzini localizada no Central Park. Nada excepcional, a estátua passa até despercebida, mas existe e é uma fonte de orgulho para aqueles com raízes italianas.

    4) O arco de George Wasghinton

    Foi inaugurado em 1892 para comemorar o centenário do início da presidência de George Washington. Ele tem mais de 23 metros de altura e é uma imitação do Arco do Triunfo de Paris. Na década de 80 foi restaurado depois de ser preenchido com grafites, como se vê claramente na última foto deste artigo..

    5) Fonte centra

    Ela não possui nenhum valor artístico particular, foi construída em 1960, no verão os estudantes da NYU, assistem concertos ao ar livre, e colocam seus pés na água para se refrescar na fonte.

    6) Por algum tempo aqui passavam-se carros

    Olha como essa região era feia na década de 50, em seguida, graças ao ativismo de alguns moradores e, especialmente, graças ao urbanista Jane Jacobs, foi possível que este parque se tornasse uma zona de pedestres em agosto de 1959, derrotando o grande planejador Robert Moses queria a destruir e estender a Fifth Avenue. 

    6) Casas "estilo grego"

    No lado norte do parque você vai encontrar estas casas no “estilo grego” (estão vendo as colunas?). Elas por si só, seriam uma atração histórica e valiosa. Especialmente por elas serem de 1800. Porém, além disso, aqui vive um grande artista americano, Edward Hopper. E no número 11 foi gravado o filme I Am Legend (Eu sou a Lenda) , com Will Smith (foto abaixo)..

    7) A República da Utopia Duchamp

    Em 23 de janeiro de 1917 Marcel Duchamp e seus amigos foram dentro do arco, utilizado as escadas e chegaram ao seu topo (tecnicamente você pode escalar o arco e há um terraço no topo), e aqui foi declarada república independente de Washington Square, chamado de a "Nova Bohemia", lanternas japonesas foram usadas para iluminar e foram liberados vários balões. Porém isso tudo durou muito pouco, e nenhuma documentação fotográfica foi feita. Temos apenas essa imagem.

    8) Edifício Brown e o trágico incêndio

    Entre as mais tristes tragédias de Nova York está o incêndio de 25 de Março de 1911, em que 123 agentes e 23 homens morreram. Foi a maior tragédia da indústria de Nova York e é um dos eventos lembrados no Dia da Mulher. O Edifício Brown ainda está lá, agora pertence à Universidade de Nova York. A tragédia aconteceu nos pisos superiores, que foram reestruturados. Há placas comemorativas. Os visitantes geralmente deixam flores após a visita.

    9) A porta secreta do arco

    Poucos a conhecem, mas há uma porta secreta para o terraço que fica localizado no topo do arco. Em algumas ocasiões especiais alguns visitantes são autorizados a usa-la.

    E esta é à vista do terraço secreto!

    10) Nos anos 70 e 80 era melhor nem ir

    Todos os parques de Nova York foram recuperados nos últimos 25 anos, mas nos anos 70 e 80 eram lugares frequentados e dominados pela criminalidade e drogas. Eu não vou negar que têm o seu encanto metropolitano e desesperado, mas mal se podia colocar o pé lá. Eu procurei algumas imagens que poderiam expressar esse desespero metropolitano e encontrei esta aqui. Aqui está um artigo do New York Times sobre o crime foi combatido aqui, nesses anos.


    A Procura do melhor café de Nova York September 23 2016

    Se há uma coisa que você não pode deixar de trazer seja para visitar ou até mesmo viver nesta cidade maravilhosa, é sem dúvida uma dose abundante de energia.

    Em Nova York, de fato, se anda muito. E assim, como um grande amante do café, fui em busca do melhor café expresso de Nova York.

    Venha junto comigo!

    STARBUCKS

    Impossível não começar por aqui.

    No imaginário coletivo de todos os italianos, e acredito que não só deles, a Starbucks é a América e a América é a Starbucks.

    A rede americana, fundada em Seattle em 1971, combina os melhores cafés de todo o mundo para oferecer aos seus clientes uma variedade quase ilimitada de combinações possíveis: americano, expresso, macchiato, cappuccino, frappuccino e assim por diante.

    Esse não será o melhor café expresso que você pode beber na cidade, mas, certamente, ele merece destaque, por tudo que representa, a verdadeira tradição americana de café.

    CAFÉ VERGNANO, EATALY

    Sinceramente, aqui o nível sobe e muito.

    A histórica empresa de Piemonte fica localizada na gigante Eataly, perde em fama apenas para o lendário Flatiron, o "Iron" apelido dado pela forma triangular do edifício, um dos mais famosos do mundo.

    O que mais posso dizer? Bem-vindo à Itália!

    Desfrute de uma pausa com muitos aromas e cortesia, e você ainda tem a vantagem de poder comprar café moído na hora, e cápsulas compatíveis com as principais máquinas do mercado (recurso valioso para aqueles que estão em hotéis ou apartamentos que possuem cafeteiras) existe também uma grande variedade de biscoitos e doces de todos os tipos.

    Os preços são razoáveis, mas para quem procura um típico café italiano, essa é um ótima opção.

    ZIBETTO ESPRESSO BAR

    Essa é a verdadeira (deliciosa!) surpresa da minha aventura de aromas e sabores. 

    Ao contrário de outras dezenas de bares espalhados pelas ruas de Nova York, o café expresso daqui não se permitiu ser influenciado pelos hábitos de Nova York e gosto típico dos americanos. A essência aqui foi mantida de forma intacta.

    Não existem variantes: café preto, cappuccino e macchiato.

    101% Italiano, simples e perfeito.

    Os preços são médios e existe uma infindável variedade de iguarias, doces e salgados, com os quais você sai regenerado seja de um passeio ou de uma reunião de negócios estressante.

    Existe uma unidade que fica localizada no Rockefeller Center em um ambiente espaçoso e acolhedor. O da 5th Avenue (esquina da 42th) é menor, no entanto, está no coração de tudo.

    SAN MATTEO ESPRESSO BAR

    Se há uma coisa (na verdade, existem muitas!) que eu amo fazer é certamente tomar um café.

    Ciro Casella é o nome do visionário por trás deste projeto, ele é de Salerno e já possui três lojas diferentes em Manhattan. Eu sou cliente assíduo do Pizza Espresso Bar Guest na 90th com 2nd Avenue, onde sua filha Marica, é a gerente.

    Bem, o café aqui é arte! A mistura produzida com orgulho pelo Ciro vem cheia de força e aroma.

    Feche os olhos: você está em casa.

    Para os caçadores de emoções, e especialmente para pessoas que não estão de dieta, aqui está sua majestade, com base de noz, um creme misterioso e coberto com chantilly e chocolate em pó feito à mão.

    Essa é uma das obras de arte assinada por Ciro.

    TARALLUCCI E VINO

    Outro lugar rico em estilo italiano está espalhado por cinco locais diferentes.

    O meu favorito, fica além da Union Square, próximo ao Upper West Side (esquina da 83 com a Columbus Avenue).

    Café e Cappuccino assinados por Lavazza, os croissants e as bombas também são incríveis. O lugar também é muito procurado para almoço e jantar.


    Pedalando pelo Central Park. (Mapa) September 17 2016

    1) Aqui vocês podem ver o mapa, e esse já pode ser considerado o grande início do passeio. Você não pode sair pedalando livremente pelo parque, se você andar de bicicleta em áreas dedicadas a pedestres por exemplo (aquelas em cinza no mapa) poderá receber uma multa. De bicicleta você pode circular nas faixas verdes (às vezes compartilhada com carros) e nos traços laranja, compartilhada com os pedestres. O circuito completo é de 6,1 milhas (mais ou menos 9,7 Km) de comprimento. Para reservar a bicicleta você pode vir ao nosso escritório na 324 W 47th, ou fazer uma reserva  on-line, clicando aqui.

    2) O parque fecha de 01:00 AM até as 6:00 AM), se você tentar utilizar a ciclovia do parque durante esse horário irá correr sérios riscos de tomar uma multa.

     

    3) A ciclovia tem apenas um sentido, o anti-horário. Caso você queira dar meio volta ou encurtar o seu caminho, tem que utilizar alguns retornos e desvios que ficam espalhados pela ciclovia. Observem as linhas verdes no mapa. Lembre-se que você pode utilizar alguns desvios para encurtar a volta de mais ou menos 10 km no parque.

     

    4) Quando a ciclovia é compartilhada com carros, você deve utilizar apenas a área limitada as bicicletas. Quando não houver tráfego (geralmente das 10 horas da manhã até as 15 horas da tarde e após as 19 horas todos os dias), você poderá ocupar toda pista.

     

    5) Existe um limite de 20 milhas por hora que não podem ser superados, pouco mais de 30 km/h. Caso contrário... Multa!

     

    6) As crianças com idade inferior a 14 anos obrigatoriamente devem usar capacete.

     

    7) No caminho existem serviços públicos e estacionamento para bicicletas. Você vai reconhecê-los pelos símbolos no mapa.

    8) Se você quiser desfrutar de alguma área específica do parque, é só você estacionar sua bicicleta e aproveitar o passeio.


    O Carnaval de Nova York é realizado na primeira segunda-feira de Setembro. Feliz Labor Day! September 08 2016

    Por Maria Grazia De Luca

    deluca.marymary@gmail.com

    Estamos no fim de semana que é comemorado o Labor Day (A festa do trabalho), a festa pelo dia do trabalho é celebrada pelos americanos na primeira segunda-feira de setembro desde 1882. Se o feriado comemorado dia Primeiro de Maio continua sendo para muitos de nós o ícone do dia dos trabalhadores, e a oportunidade de celebrar a dignidade do trabalho (também como uma forma especial de lembrar as muitas vítimas do trabalho por todo o mundo), aqui em Nova York entre os muitos eventos que acontecem nos dias de hoje, com certeza esse está incluído, ele é chamado por muitos de “the greatest show in the earth”, o New York City Caribbean Parade, conhecido como West Indian Day Parade.
     
    Certamente esse é o dia mais esperado pela comunidade caribenha do Brooklyn, que também foi homenageada pelo artista de hip-hop Jay-Z em sua canção "Empire State of Mind" quando ele canta: “Three dice Cee-lee, Three card Monte, Labor Day Parade, rest in pace Bob Marley".

    O ponto de encontro da West Indian Parade é o Museu do Brooklyn (200 Eastern Pkwy). A saída está marcada para 11 horas, e o desfile vai passar pelo bairro de Crown Hights em direção ao Grand Army Plaza, onde existe um programa de "Grand Finale" marcada para as seis horas. É claro que você pode escolher um ponto estratégico e assistir apenas um pedaço do desfile, procure se informar sobre as mudanças nos serviços de metrô e ônibus, por causa do grande número de pessoas na área do Brooklyn.

    Ano passado resolvi fazer a experiência e participar do Carnaval Caribenho do Brooklyn, aceitei o convite de uma amiga para se juntar a ela e ao seu “boyfriend” jamaicano de assistir esse famoso desfile. Eu pensei que seria também uma oportunidade de ouro para mostrar a minha mãe, que tinha vindo me visitar em Nova York, um evento único, autêntico, além das ruas turísticas da Times Square. E eu não estava errada, o desfile superou as minhas expectativas.
     
    A West Indian Parade é uma experiência difícil de descrever em palavras, é necessário experimentar pessoalmente, se deixando levar pela vitalidade irresistível dos povos do Caribe, que sabem como se divertir ao som de tambores e instrumentos musicais tradicionais.

    Fui com a minha mãe no ápice do desfile, tocando salsa, calipso, reggae e soca, as mulheres e os homens geralmente bem fortes fisicamente, movimentam seus corpos com força e uma harmonia incrível - eles têm música no sangue - geralmente com vestidos muito coloridos, com grandes plumas que vibram no ar enquanto dançam como se não houvesse amanhã. Isso tudo nos faz lembrar de como é fácil ser feliz e de como devemos valorizar os momentos felizes da nossa vida.
     
    No desfile podemos ver as bandeiras de países do Caribe, como Jamaica, Haiti, Trindade e Tobago, Barbados, etc… Eles compartilham o uso do Inglês e do crioulo no idioma. Eu não me lembro de ter visto bandeiras da Republica Dominicana e de Cuba. No final da rua há muita “Street food” caribenha, e muito hambúrguer picante!

    A energia do Carnaval Caribenho é incrível, quase que intimidante. Três milhões de pessoas participam desta grande festa, com uma euforia explosiva no Crown Heights no Brooklyn. Eu nunca participei do carnaval brasileiro, no meu imaginário eu sempre cultivei esse evento como uma coisa  incrível, e acredito que com todas as devidas diferenças (com o nível de grandeza redimensionadas aqui em Nova York), os figurinos excêntricos, o desejo de dançar e, especialmente, a energia vibrante da West Indian Carnival do Brooklyn, lembra o que acontece no Rio todo mês de fevereiro.

    Essa festa caribenha em Crown Heights de alguma forma começa a fechar o verão de Nova York. Se a energia do Carnaval Caribenho não lhe empolga muito, você pode optar por outros eventos organizados no Labor Day. Você pode optar por passar o dia inteiro em um dos muitos parques nova-iorquinos, o Central Park pode ser a primeira opção, mas também os menos frequentados que ficam ao longo do Rio Hudson (Brooklyn Bridge Park, no Brooklyn ou o Fort Tryon Park, em Uptown), a praia de Coney Island, em Nova York, que tem um parque de diversões a uma curta distância da praia também é um bom destino para os dias menos quentes de setembro (é menos lotado) quando comparado com agosto e julho. Em todos esse lugares é possível ver um lindo por do sol, com todas as cores do mês de Setembro.

    O Washington Square Park, em Greenwich Village, por outro lado, pode ser um destino para quem gosta de artesanato, fotografia, esculturas e outras obras de artistas independentes, que na maioria dos casos são estudantes da Universidade de Nova York (NYU), que fica localizada nessa região.

    Muitos nova-iorquinos estão fora da cidade no último fim de semana de verão, deixando os visitantes e amantes da Big Apple a chance de torná-la “nossa”, pelo menos por um dia, no Labor Day, que se despede simbolicamente do verão, e marca um novo período de preparação para o outono.


    O lindo passeio pelo High Line September 01 2016

    Por: Mariagrazia De Luca

     deluca.marymary@gmail.com

    E pensar que em 1999 estavam para demolir o resto da antiga linha ferroviária que em 2009, tornou-se, graças às constantes batalhas da associação Friends of the High Line, se tornou um dos mais belos e dinâmicos parques de Nova York.

    Os restos ferroviários faziam parte do West Side Elevated Highway, que foi construído no início dos anos de 1900 para substituir a estrada de ferro que antigamente corria no nível da rua. Por causa da grande quantidade de acidentes que estvam acontecendo entre o tráfego local e o ferroviário, a 10th Avenue foi apelidada de "Death Avenue". Esse certamente não é o maior parque da cidade, não tem grandes lagos ou uma área com muita grama verde, onde você pode fazer um piquenique, como Central Park. Você também não pode andar de bicicleta no High Line bem porque é proibido o uso de bicicletas nesse parque.

    O High Line é um lugar mágico por outras razões: Ele foi construído sobre os trilhos da antiga ferrovia, e o parque também oferece uma vista espetacular! Com o Rio Hudson de um lado e do outro ... o Empire e todos os outros edifícios históricos e modernos de downtown e Midtown, alguns visto de longe outros de perto durante a sua caminhada de quase dois quilômetros e meio do Meatpacking District até as ruas do Chelsea. Vocês vão passar ao lado do Standard Hotel, vai dar para ver as suítes e os seus hóspedes, alimentando o sonho de um dia ser você hospedado em uma das suítes de luxo desse hotel incrível. Nunca diga nunca, especialmente em Nova York. Caminhando pelo High Line podemos sentir o coração de Nova York batendo.

    Informações sobre o High Line Park

    Como chegar ao High Line

    O High Line se estende ao longo de treze ruas, desde a Gansevoort Street (na metade do Meatpacking District) até a West 34th Street (entre 10th e a 12th Avenue).

    Horário de abertura:

    Embora durante os meses de inverno, o parque feche antes do pôr do sol, durante o verão, o parque fica aberto das 07:00 até as 23:00 horas.

    Como se entra no parque?

    Por elevadores: 14th, 16th, 23rd, 30th, 34th e na Gansevoort Street.

    Por escadas: 18th, 20th, 26th, 28th, 30th street e 11th Avenue. 

    Razões que fazem valer a pena visitar o parque

    Há muitas razões para ir visitar o High Line, especialmente durante o verão, quando o parque fecha mais tarde do que o habitual, e as flores ganham mais cores e ficam mais brilhantes cercadas dos restos da antiga ferrovia que ainda são visíveis de algumas partes do parque... Enquanto vários artistas buscam nos entreter com suas apresentações originais, ao nosso nos vemos rodeados por instalações, muitas vezes excêntricas, que provocam o pensamento crítico e tornam o parque um lugar único onde a arte, a poesia e a paisagem industrial, histórica e natural se reúnem de forma surpreendente, talvez isso represente a harmonia de Nova Yorker.

    As obras de arte

     

    Ao caminhar pelo High Line, você vai encontrar obras de arte que vão deixá-lo com a boca aberta. Pelo menos isso aconteceu comigo quando eu conheci o Sleepwalker. Um homem de cueca andando com os olhos fechados e os braços para a frente como um verdadeiro sonambulo. "Eu não posso acreditar em meus olhos!" E só quando eu estava perto o suficiente, eu descobri que não era um homem de carne e osso, mas uma obra de arte "hiper-realista" feita pelo artista americano Tony Martelli. "Este é um parque único, o High Line é único no mundo!" O artista Giorgio Andreotta Calò, também exibe suas obras de arte no parque elevado. Há uma obra de arte muito original, o Wanderlust: São barras de latão finas inseridas entre as placas de linha de alta pavimento com nomes de personagens que viajaram por toda a América a pé. O trabalho foi inspirando por Peace Pilgrim, um ativista político que durante o século passado atravessou o país... 20 vezes!

    Hoje cada artista que apresenta seus trabalhos na High Line refere-se ao projeto chamado "Wanderlust", que tem como tema central: O caminhar, a viagem, e a peregrinação.

    Ver as estrelas do High Line

    É gratuito e acontece toda terça-feira (até outubro) a partir do anoitecer até o fechamento do parque. O parque coloca a disposição dos visitantes telescópios profissionais, de onde você será capaz de apreciar as estrelas na companhia da Amateur Astrogy Association of NY. Em Nova York também é possível ver as estrelas de perto. O que vocês acham?

    Dançar no High Line

    Salsa, merengue e bomba são apenas alguns dos ritmos que é possível dançar dia 03 de agosto no High Line parque, na companhia de Aurora Flores e Zan del Barrio, dançarinos profissionais de Nova York. Algumas das bandas mais "hot" da cidade participam deste evento de dança, chamado de “¡Arriba!”.

    Esportes

    Se vocês gostam de esportes delicados (meditação) ou mais combatíveis (Tai Chi), você pode ter a experiência de algumas aulas gratuitas no High Line, toda terça-feira de manhã: Meditação, de 8 as 9. Tai Chi ( primeiro nível) 9:30 as 10:30.

    Os evento do verão: O High Line se ilumina!

    Já marquei na minha agenda eu não quero perder este evento incrível no High Line. Você também não deve perder, visite o site do High Line e faça o seu registro (Up Late, June 21st), é de graça, mas o número de bilhetes é limitado. http://www.thehighline.org/activities/up-late

    E acima de tudo, lembre-se de chegar cedo. Como em muitos eventos gratuitos, nesse se aplica a regra do "primeiro a chegar, primeiro a ser servido", em outras palavras, há um risco de que o parque fique lotado rapidamente e você pode acabar ficando de fora. Então: Quinta-feira, 12 de julho de 22:00 à meia-noite o High Line será preenchido com apresentações nova-iorquinas de artistas excepcionais, alguns de renome internacional.

    Blood Illumination é um dos mais interessantes e controversos. Na verdade, o artista Nova-iorquino Jordan Eagles usa o sangue como fonte primária de sua arte, geralmente ele usa sangue de animais, mas também faz uso do humano (como para Blood Mirror). As obras de Eagles são como uma provocação, como em 2014, o artista organizou um protesto contra a proibição de doação de sangue por homossexuais. Ele construiu obras de arte com o sangue de 9 homens, entre eles gays e transgêneros famosos. A obras de sangue contendo elementos orgânicos foi possível graças a um tratamento feito com resina que fazem as obras serem impressionantes, especialmente quando iluminadas na transparência por feixes de luz. As obras de Eagles tem a capacidade de interferir em nos mesmos, de forma profunda, íntima, visceral, difícil de colocar em palavras, mas que causam arrepios. Elas nos lembram de que somos feitos, a materialidade do sangue que nos mantém vivos: corpóreo, tangível, mas também como um elemento misterioso.

    Durante o mês de agosto outros artistas vão invadir o High Line, como o corpo de dança Blanche Performance do Brooklyn. Os dançarinos quebram todas as barreiras entre o público e a arte, com um show interativo e surpreendente. Shadoah Goldman, o fundador da Carte Blanche, além de bailarino é um mestre de Shiatsu e um grande hipnotizador. O que mais podemos esperar desse espetáculo incrível?

    O artista Merche Blasco também merece uma atenção especial, ele é um artista interdisciplinar que cria música eletrônica com instrumentos extremamente originais. Temos também a exibição do documentário Jackie 60: o filme, mostra todos os segredos das noites transgressivas da boate de Nova York Meatpacking 90.

    Próximo ao High Line

    Chelsea Market, Hudson River Park, Highline Ballroom (clube de música ao vivo), Chelsea Piers (um dos maiores complexos desportivos de Nova York), Whitney Museum of America, The Standard Biergarten (bar que pertence ao Standard Hotel, onde se pode provar um numero incrível de cervejas alemãs). 

     


    O que fazer em Nova York quando vier com crianças August 31 2016

    por Mariagrazia De Luca 

    deluca.marymary@gmail.com

    A Big Apple é uma cidade "family-friendly", com muitas atividades para crianças. Nesse texto nós apresentamos um guia para as famílias que planejam visitar Nova York. Não se esqueça dessas dicas.

    O desfile de balões da Macy’s

    Em 2016 completa 90 anos que a loja de departamento Macy’s organiza o desfile mais esperado do ano aqui em Nova York, ele acontece no dia de Ação de Graças ou Thanksgiving, ou seja, ele ocorre na quarta quinta-feira do mês de novembro. Se em 1924 ao olhar para o céu os espectadores poderiam ver balões gigantes do Popeye, Mickey Mouse hoje é possível ver Hello Kitty, Wimpy Kid, Ronald McDonald, o ranger vermelho dos Power Rangers, Bob Esponja, Snoopy e muitos outros. Mais de três milhões e meio de pessoas vão ao desfile de balões de Macy’s que ocorre nas ruas de Manhattan, e mais de 50 milhões assistem ao desfile on-line e pela televisão por todo o mundo. Apenas funcionários da Macy’s, suas famílias e amigos podem participar do desfile, mas você pode escolher um lugar com uma boa vista e se preparar com antecedência sabendo onde é mais conveniente para se sentar.

    O desfile começa na 77th Street e Central Park West vai até Columbus Circle e, em seguida, continua na 6th Avenue. O melhor lugar: Central Park West na 59th com a 38th Street. Como o desfile passa entre 9 e 10:30 da manhã. Tente chegar cedo para ter certeza de encontrar um lugar com boa visibilidade. No segundo e terceiro andar daTime Warner Cable na Columbus Circle (que abre às 9:00), ali você poderá desfrutar de uma vista perfeita.

    Áreas a serem evitadas: entre 34th e a 38th Street ou em frente a Macy’s Herald Square: os lugares são limitados porque é ali que os canais de televisão oficiais transmitem o desfile.

    A parada da Macy’s é definitivamente uma grande festa nas ruas de Manhattan, com participação de bandas, shows e várias celebridades.

    As luzes de Natal de Dyker Heights

    O bairro Dyker Heights, no Brooklyn, todos os anos, na época do Natal, o bairro da lugar a uma antiga tradição, a de decorar as casas e ruas com milhões de luzes de Natal. Tudo fica iluminado: os telhados das casas, as árvores, as ruas ... Nos jardins há presépios feitos de luzes, anjos, Papai Noel com suas renas. Um lugar mágico para as crianças, quer dizer, não só para elas, mas para todo mundo. Após visitar Dyker Heights você também pode fazer uma parada no Rockefeller Center para admirar a árvore de Natal mais famosa dos EUA, e também pode observar o esplendor das luzes nas janelas da 5th Avenue. Não se esqueça de que todo o ano, o Minha Viagem a Nova York organiza um passeio exclusivo por Dyker Heigths em português.

    Carrossel

    Além de ser um carrossel onde as crianças (e seus pais) podem experimentar a fantasia de montar cavalos brancos em um conto de fadas, Jane’s Carousel, próximo da Ponte do Brooklyn, uma verdadeira obra de arte. Na verdade, o carrossel é antigo, ele foi criado em 1922 e inicialmente instalado no Idora Park, em Ohio, onde permaneceu por muitos anos antes de ser transferido para Nova York. Graças ao trabalho de restauração que foi concluído recentemente, as cores do carrossel adquiriram seu antigo brilho novamente. O Jane’s Carousel passou por uma grande restauração, dada a magnitude do carrossel: 48 cavalos de madeira e dois carros. O bilhete custa 2 dólares e há preços especiais para escolas e grupos de pessoas. Está aberto todos os dias, exceto segunda-feira, de acordo com o site oficial: os cavalos “need a rest”, precisam descansar, pelo menos um dia por semana!

    Outro carrossel, menor e mais novo, é o do Bryant Park: 14 cavalos. Um lugar emblemático como o Bryant Park, o carrossel é inserido harmoniosamente entre os arranha-céus que refletem uns aos outros, e as crianças podem sonhar andando ao som da música de um cabaret francês.

    O carrossel Central Park, localizado na 64th Street na parte central do parque, ele é provavelmente o mais antigo em Nova York. Ele foi construído em 1871 (apesar de várias mudanças ao longo dos anos), a entrada custa 3 dólares e há sempre muitas pessoas (fecha nos dias mais frios de inverno).

    Central Park, do zoo as marionetes

    Quantas coisas as crianças podem fazer no Central Park? Muitas! De simples caminhadas para apreciar o verde e observar os esquilos, passeios de bicicleta, patinação no gelo no Wollman Rink, com vista para os arranha-céus e até pescar no Harlem Meer. Em dias de sol piqueniques em grandes espaços verdes, como no Sheep Meadow ou próximo a Belvedere Castle, assistir ao teatro de marionetes no  Swedish Cottage, onde são representados clássicos como Cinderela ou A Bela Adormecida. Fazer um passeio de barco ou alugue um veleiro de controle remoto em miniatura no Conservatory Water. Entre muitas atividades, uma é obrigatória, a visita ao Tisch Children’s Zoo. As crianças podem observar um urso cinza, o leopardo da neve, o panda vermelho; visitar o "Tropic Zone", que abriga animais tropicais ou visitar a parte dedicada aos pinguins e aves marinhas; em determinados momentos também existem atividades que incluem a alimentação de pinguins e leões marinhos e um teatro 4-D..

    Outros zoo espalhados pela cidade

    Zoológico do Central Park certamente não é o único em Nova York. Na verdade, o Jardim Zoológico do Bronx é um dos maiores nos Estados Unidos, com cerca de 4.000 animais e 650 espécies diferentes. No Brooklyn, Prospect Park Zoo, no Queens, Queens zoo e finalmente em Coney Island vale a pena visitar o aquário de Nova York, que abriga mais de 250 espécies de animais selvagens.

    Os passeios em Coney Island

    O Luna Park em Coney Island é um verdadeiro ícone de Nova York! Apenas meia hora de Manhattan de metrô (acessível pelo metrô F, Q, D, N), abre normalmente no final de março e fecha no início de novembro. No site oficial você poderá encontrar descrições de todos os passeios no parque de diversões, adequado para crianças e adultos, eles são divididos por "nível de adrenalina". Para as crianças pequenas e para os pais que querem relaxar, a seção "mild thrill" é, sem dúvida, a mais adequada: que tal girar no Tea Party, onde se pode sentar confortavelmente dentro de uma xícara que gira o tempo todo? Para as crianças um pouco mais aventureiras, o “moderate thrill” pode ser uma boa escolha, como Watermania: tenha em mente que você poderá ficar ensopada da cabeça aos pés quando estiver nesses carros de brinquedo aquáticos. Para as crianças um pouco maiores e bastante aventureiras, existem as opções “high thrill” e “extreme thrill”, isso significa: você deve estar pronto para lançar-se na famosa montanha-russa Cyclone a mais velha dos Estados Unidos e feita de madeira (mas está em excelente condição e é super segura ... pelo menos eu espero!)

    Coney Island não é só adrenalina…

    Coney Island não é apenas o Luna Park, de fato, vale a pena passar um dia inteiro nele e desfrutar todas as atrações com a família desse lugar único (e rico em história) nova-iorquina. Caminhar ao longo da Coney Island Boardwalk é outro ótimo passeio. A caminhada por Coney Island levará um longo tempo: é muito longa e cheia de comida de rua, onde você tem que parar e experimentar as fatias de pizza, o cachorro-quente e muitas outras iguarias locais; quando se fala de pizza, lembra as melhores do Brooklyn como a Totonno Pizzeria Napoletana ou Pizzeria Grimaldi. Os cachorros-quentes "históricos" do Nathan’s, aberto desde 1916, onde um dos clientes mais regulares foi Al Capone. A comida típica de Coney Island são os populares "knishes" (feito com purê de batatas, carne moída, chucrute, cebola, Kasha, o que seria uma mistura de trigo mourisco e queijo) que se tornou popular em Coney Island devido aos muitos imigrantes do Leste Europeu que chegaram no início de 1900. E para as sobremesas, considere ir até Williams Candy, há 75 anos produzindo os "candies" mais famosos do mundo: Red Candy Apple, coberto com caramelo, Marshmallow Treats (como descrever um doce com amendoim e recheado com marshmallow? somente experimentando!), sorvete, pirulitos, etc.

    Vá também ao Coney Island Museum, que abriga um modelo 3D do luna park original, feito pelo artista Fred Kahl, muito antigo (e indisponíveis), tem cartões postais de Coney Island e muito mais. Há espetáculos tradicionais, como o circo, mágica, teatro, etc. organizado pelo "Coney Island USA", que têm " programs for everybody " e quer melhorar e preservar a cultura de Coney Island e a cultura americana local. Finalmente, para relaxar e digerir toda a comida que você irá encontrar por Coney Island, um passeio na Wonder Weel (US $ 7), com mais de 45 metros de roda gigante para você observar do alto a magia que é Coney Island. Ela remonta à década de 20: sua construção. Perto da roda-gigante, há também o "kiddie park", um pequeno parque apenas para crianças, com 16 jogos diferentes, tais como: carrossel, pequena montanha russa, Sea Serpent, Rio Grande Train.

     

    Museus: aprendendo… enquanto se diverte!

    American Museum of Natural History

    Onde: 79th street e Central Park West

    Visite o Museu de História Natural, em Nova York é uma maneira divertida de introduzir as crianças na ciência. E esse é um dos museus mais emocionantes de Nova York. O planetário possui a representação do universo em diferentes escalas de planetas e estrelas, é algo que deixa as crianças e os adultos fascinados! Na seção pré-histórica, todo mundo se sente "pequeno" debaixo dos enormes esqueletos de dinossauros, bem como debaixo da icônica Giant Blue Whale: um modelo de uma baleia azul com quase 30 metros de comprimento, suspenso no ar. Deitar-se sob a sua barriga é um "must" para todos os visitantes: esse é um meio para prestar homenagem a esta espécie ameaçada lembrando que é responsabilidade de todos nós cuidarmos do meio ambiente, para que esses animais extraordinários possam continuar a existir em nosso planeta.

    Sony Wonder Technology lab

    Onde: 550 Madison Avenue

    Esse é o museu da Sony, completamente Sci-Tech. Quatro andares com uma exposição interativa para todos os visitantes (com atividades para crianças de diferentes idades), no início da visita, você cria seu próprio perfil digital: foto, gravação de voz e escolha de gostos musicais, cores, etc. Instalações "tecnologiche" que mostram como os dispositivos evoluíram nas últimas décadas (de algo grande e pesado para a "nanotecnologia"). A área Robot, onde as crianças podem interagir com robôs e o Interactive Floor, onde você persegue os pontos coloridos no chão que se movem junto com outros visitantes e o Dance Motion Capture, em que ao dançar aparece uma imagem refletida em um vídeo na frente com um personagem animado Sony, você aprenderá melhor a construir personagens de jogos de vídeo.

    Megastore da Time Square

    As megastores próximas da Times Square, como a Disney Store, M&M's e Toys R Us, muitas vezes organizam eventos para as crianças. Toys R Us não é apenas uma loja de brinquedos, ela possui diversas atrações para crianças, como roda-gigante de 18 metros de altura, um modelo em tamanho real do Tirannosuaro Rex, a casa de Barbie (400 metros quadrados). Infelizmente está fechada, mas vai reabrir em breve. A Disney Store é uma espécie de miniatura da Disneyland com castelos de fadas, bonecos gigantes dos clássicos e famosos personagens, tem até um teatro onde são projetados (em uma tela de estilo jukebox) cenas dos desenhos animados clássicos da Disney.

    A loja da M&M's é o risco, pois as crianças encontrarão centenas de confetes diferentes (o que seria perigoso para a carteira dos pais), mas as crianças também gostam de passear pela imensa loja, e tirar fotos com os famosos bonecos dos M&M's, o "Red", o sarcástico da gangue, "Yellow" mias ingênuo, e os mais recentes, Green, Blue e Orange. 


    Na primeira viagem a Nova York muitos se esquecem de trazê-lo, mas pode ser necessário August 21 2016

    Você acabou de chegar em Nova York, e, logo precisa carregar o celular, você percebe que há algo estranho, a sua tomada não se encaixa, ela é diferente. Ai você percebe imediatamente: está faltando um adaptador. Não se preocupe, você pode facilmente comprá-lo em algum supermercado-farmácia (como Duane Reade, CVS), ou em lojas que vendem tudo a 99 centavos, existem várias espalhadas pela cidade (por exemplo, a Jacks'99 Cent Store), ou em lojas e mais conhecidas (Best Buy, B & H), mas nunca, eu disse nunca, compre-os em lojas de eletrônicos que estão localizadas perto de Times Square, ou nas ruas mais turísticas. Porque você iria pagar muito caro. Na verdade, este pequeno dispositivo não vale mais do que 3 dólares.

    Esse adaptador pode ser parecido com o da foto e se encaixa na tomada, mas não muda a voltagem, que também deve ser observada antes de colocar qualquer aparelho na tomada. A voltagem norte-americana, geralmente é de 110-120 V, então não deve ser um problema, pois é parecida com a nossa, além disso, hoje em dia muitos dispositivos suportam dupla voltagem. Nos poucos casos em que isso não ocorre você vai precisar de um transformador. Que é outro dispositivo, diferente e pesa. Então, eu espero que você não precise deles.

    O mesmo se aplica ao equipamento eletrônico que você comprar, em Nova York, e depois trazê-los para seu país. Você provavelmente vai precisar alterar sua voltagem (ou usar um adaptador: comprado em seu país para colocar em sua tomada), mas em relação à tensão não haverá problemas. Em qualquer caso, sempre pergunte antes de comprar se o produto possui dupla voltagem, isso é para sua segurança. Em relação à produtos da Apple não se preocupe, não há problema. Porém, se você comprar uma lâmpada em Nova York (porque você faria isso?), em seu país ela poderá explodir.


    Que a chama de Nova York nunca se apague! August 10 2016

    Luca Marfé

    Instagram: @lucamarfe - Twitter: @marfeluca

    www.lucamarfe.com

    A primeira vez em Nova York é como uma cicatriz que você sabe que vai permanecer na pele. Queimando, enquanto você busca ver e sentir a magia de um céu tomado por aço e vidro que crescem verticalmente e se perdem no horizonte. São verticais assim como seus pensamentos, pronto para voar de baixo para cima, para conquistar algo maior.

    E assim, de repente, você se sente pronto para começar. Ou, melhor ainda, começar de novo. Começar a sonhar novamente.

    E não importa se é algo que você já viu antes, provavelmente você o verá com outros olhos.

    Este é o centro da vida e de todo o resto. Esta é América, uma loucura, uma perfeição maior do que se pode imaginar. É uma América que vive há mais de cem anos. Então, esse é o momento dos arranha-céus, dos prédios colossais que quase tocam as nuvens.

    E, se é verdade que em lugares como Dubai, Xangai e Meca possui prédios muito altos, é verdade, que aqui há prédios tão extraordinários quanto os deles e em maior quantidade.

    Céus que parecem formar um todo perfeito entre o homem e Deus, uma articulação de nuvens, antenas e sonhos que não se vê em outro lugar. Com uma corrente perpétua de Frank Sinatra que irá acompanhá-lo por todo o percurso.

    Porque Nova York é história. História da música, da esperança, de todas as coisas. É a história de ontem, assim como a história de amanhã.

    E, antes que venha o dia em que você deverá ir embora, em seu coração você já sabe, este fogo não será extinto.

    Um corte feito no cartão de cada viajante, que ficará para sempre.


    Lembre-se: os cadeados devem ser aprovados pela TSA August 09 2016

    Vamos tentar ser claro. Se você quiser fechar sua mala de viagem com um cadeado antes de embarcar para os Estados Unidos, o cadeado deve ser aprovado pelo TSA. O que isso significa? Que os funcionários do órgão de segurança americano (TSA) podem verificar sua mala. Eles têm as ferramentas apropriadas para abri-lo sem danificá-lo. Se o cadeado não for aprovado pelo TSA, provavelmente será quebrado, e eles não pensarão duas vezes em fazê-lo. Como saber se seu cadeado foi aprovado ou não? Cadeados aprovados possuem o símbolo semelhante a um losango vermelho, como na foto.

     

    Como você saberá se sua mala foi aberta ou não? Dentro da mala você encontrará um folheto como esse da foto.


    Dez conselhos para sua primeira viagem a Nova York. Ah não, são Vinte! August 08 2016

    • Não encha muito a mala, você irá voltar com ela cheia. Você pode comprar as coisas aqui e ir usando elas durante a viagem. Traga uma bagagem de mão com o essencial para os primeiros dias, isso porque a bagagem pode ser perdida facilmente.
    • Lembre-se de que as mudanças climáticas de Nova York podem ter efeitos nocivos sobre você, especialmente no verão, o calor úmido do ar-condicionado é um problema. Por isso, traga um agasalho leve que pode ser útil.
    • Compre o CityPass (aquí) ele inclui algumas das principais atrações da cidade, e vai ajudar você a organizar melhor o seu tempo. Visite a Estátua da Liberdade na parte da manhã, não vá até a coroa, não vale a pena. Ao Empire State você pode ir duas vezes, uma vez de manhã e a outra após as 20:00. Não há necessidade de ir até o andar de cima, suba até o 86º andar. Para ir aos museus escolha um dia chuvoso, se houver.
    • Busque sair um pouco da zona da Times Square. Nós oferecemos diferentes passeios por Manhattan. 1) Visita ao Bronx, Queens e Brooklyn (aqui). 2) Passeio por Nova Jersey e Cake Boss (aqui). Esses passeios são uma maneira inteligente de passar algumas horas visitando lugares da maneira que você quiser. Não se esqueça da missa gospel e do Harlem, o coração da cultura afro-americana (tour aqui).
    • De vez em quando, perca-se sem destino por Manhattan.
    • Tente não dormir muito cedo assim você também poderá curtir noite de Nova York. Descanse durante a tarde, tipo das 17:00 às 20:00 ou das 14:00 ás 17:00.
    • Para os show da Broadway existem estandes co ingressos a preços acessíveis na Times Square ou no Battery Park, mas se você quiser ver o mais belo de todos, vá ao espetáculo do Rei Leão, você pode reservá-lo aqui com antecedência.
    • Avalie as possibilidades de passeios de um dia nas cidades próximas, vale a pena sair de Nova York. Conheça Washington, Filadélfia ou Boston (encontre os passeios aqui). Se você tiver dois dias disponíveis, visite Niagara Falls. Evite fazer esse passeio de avião. O espetáculo das quedas a noite seria perdido, e quando o tempo está ruim, o avião não decola e assim, você teria que voltar de ônibus de qualquer maneira.
    • Ônibus sem teto também pode ser uma boa opção para conhecer Manhattan (aqui).
    • Não compre lembranças nas áreas turísticas, Little Italy é um bom lugar para fazer isso a preços excelentes. Antes de comprar um cachorro-quente, sempre pergunte o preço, nunca pague mais de 3 dólares por ele.
    • Se você tiver mais de 21 anos, você não pode perder os terraços panorâmicos (nós temos um passeio fantástico, veja aqui). Se você estiver viajando com crianças, avalie a possibilidade de ir para a Dumbo e veja um panorama fantástico (nós também temos o passeio, veja aqui).
    • Para fazer compras, não vá somente na Macy’s ou Century 21, há muitas lojas na Quinta Avenida, mas se você quiser enlouquecer, vá a um outlet.
    • Não beba cerveja na rua, é proibido. Vocês devem estar pensando que isso é uma coisa absurda, e eu digo a vocês, isso é uma coisa absurda. Mas o que nós achamos não tem poder para mudar a realidade. Se você for pego bebendo na rua, deverá pagar uma multa, sem reclamar, caso contrário, você será preso. Você também pagará multa se passar pelas catracas do metrô sem pagar, ou se fizer xixi na rua. Digo essas três coisas, porque são normais para nós, mas como uma agência de turismo em Nova York é nosso dever conscientizá-los.
    • Passeie pelo Central Park de bicicleta (aqui), é muito impressionante, faça também o passeio de barco pelo lago, é lindo.
    • Se você gosta de arte, tente comprar algo único. A final, o Chelsea Market é uma cooperativa de belos artistas, passeie pelo local.
    • Se você quiser comer uma boa pizza, eu recomendo San Matteo, Ribalta, Song e Napule, Numero 28, Don Antonio, Kesté, Sottocasa. Para uma fatia de pizza de alcachofra. Se preferir uma fatia de pizza a um dólar, recomendo o 2 Bros Pizza. Se você quer um bom prato de massa, eu recomendo Il Salumaio, Amarone e Via della Pace.
    • Para hambúrgueres, eu realmente gosto do Corner Bistro, mas também gosto muito do Shake Shack. Especialmente a que fica localizada dentro do Madison Square Park.
    • Se você quiser uma experiência glamourosa, vá para jantar no Tao Downtown.
    • Para um Brunch, aconselho Sweet Chick no Lower East Side.
    • Não se esqueça de visitar a Roosevelt Island, é realmente fantástica (também temos esse passeio aqui).
    • Se você tiver crianças, o playground de Coney Island é um dever moral.
    • Evite comprar produtos eletrônicos nas lojas próximas a Times Square, vá a uma loja B&H.
    • Dê um passeio durante o pôr do sol na High Line.
    • Venha visitar o nosso escritório, próximo da Times Square (324W 47). Vamos lhe dar nosso chaveiro!

    Descobrindo a Ponte do Brooklyn July 28 2016

     

    Por: Ernesto Manuel Lopez

    Nova York é uma cidade cheia de edifícios emblemáticos que alcançaram fama mundial e admiração por sua beleza, personalidade ou eventos relevantes em seus limites. A arte ajudou a contribuir para o mito e da imagem nova-iorquino, inspirados por cenas de filmes clássicos, fotografias, livros e canções; alimentando o desejo de milhões em todo o mundo, que sonham  um dia visitá-la.

    A ponte do Brooklyn é uma das melhores partes de Nova York. Possui um misto de misticismo e elegância, e exerce um magnetismo sobre toda a cidade, tomando conta da paisagem do East River e de Downtown Manhattan.

    A construção desta obra-prima da engenharia do século XIX foi um dos momentos que marcaram o desenvolvimento urbano, econômico e social de Nova York, na segunda metade do século XIX. Esse grande evento histórico, foi marcado por acontecimentos anedóticos. Até mesmo mortes, antes, durante e após a ponte ser concluída, com algum corajoso ou louco, que tentaram registrar algum tipo de recorde saltando de seu topo.

    A construção começou em 1869, inicialmente projetado pelo imigrante alemão John Augustus Roebling, que teve a infelicidade de sofrer um acidente de trabalho e faleceu antes da obra ser concluída, mas antes ele colocou o seu filho de 32 anos idade, Washington Roebling encarregado do projeto, porém ele deve o mesmo destino do pai, e também sofreu um acidente durante a construção da ponte. Washington era auxiliado por uma mestre de obras que acabou fazendo história, ganhando a reputação de ser a mulher que salvou a construção da ponte do Brooklyn: Emily Warren Roebling.

    Sob a supervisão de seu marido, Emily estudou matemática avançada, cálculos de curvas catenária, especificações de pontes e de toda complexibilidade do estudo de cabos. Ela passou 11 anos auxiliando Washington Roebling, supervisionando a construção da ponte, transmitindo para cada engenheiro a importância do trabalhado, visitando todos os dias obras, traçando o futuro de todas as mulheres engenheiras. Em 24 de maio de 1883 Emily foi a primeira pessoa a atravessar a ponte em um veículo puxado a cavalo. Atualmente, é possível encontrar uma placa em sua homenagem na ponte.

    Construída com inúmeras passagens e compartimentos através de sua fixação, foi visitada pelo prefeito de New York quase 102 anos mais tarde, uma inscrição próxima de um vinícola aos redores da ponte foi achada, ela dizia: "Quem não gosta de vinho, mulheres e música, vai ser um tolo por toda a sua vida".

    A ponte de Brooklyn é um lugar mágico, onde os nova-iorquinos e todos os seus visitantes se apaixonam, é o lugar ideal para se tomar decisões importantes ou apenas para desfrutar da brisa do rio em uma noite de verão. Os "Locks of Love" Cadeados do Amor são uma das práticas dos casais que vão até a ponte, o casal registra a data e as iniciais em um cadeado, fecham o cadeado na ponte e jogam a chave no rio como um sinal de que o seu "amor é eterno". Alguns falam que essa ação já esta causando danos à ponte e já foi considerada oficialmente ilegal em Nova York. De tempos em tempos cadeados são removidos da ponte do Brooklyn, mas a ação praticada por aqueles que estiveram lá nunca será apagada de suas memórias. A emoção e as memórias, junto da grandeza do East River, e a cumplicidade da lua, testemunhando uma alegria que se torna realidade.


    Tudo que você precisa saber sobre o metrô de Nova York July 19 2016

    O Metrô é seguro?

    Claro, é um lugar muito seguro. Você vai entende isso, porque mesmo à noite vai encontrar muitas pessoas sozinhas no metrô, então não se preocupe. Mas quando ele esta cheio, tenha cuidado quando for retirar a carteira do bolso. Não é comum acontecer alguma coisa, mas é bom se precaver.

    Quando o metrô para de funcionar à noite?

    Na verdade, nunca. Ele esta sempre ativo, mesmo após a meia-noite as linhas são reduzidas, e aumenta o tempo de espera.

    Quais são as desvantagens do metrô de Nova York?

    1)Nem todas as paradas são adaptadas a pessoas com deficiência. 2) No verão é muito quente na área de espera do metrô 3) Ao contraio dentro do vagão é muito frio. 4) À noite, como dissemos antes, o tempo de espera aumenta. 5) As indicações são um pouco confusas, mas basta lembrar que quando você tem que ir para o norte, você tem que tomar a direção Uptown, se você tem que ir para o sul tem que ir para Downtown.

    Se eu tirar alguns dias de férias, você acha que devo usar o metro?

    É um transporte rápido, embora às vezes um pouco estressante durante horários de pico. Em todo caso, temos algumas alternativas. 1) Em distâncias pequenas vá a pé. 2) Se você estiver em 3 ou 4 pode usar táxi ou Uber, que irá custar aproximadamente a mesma coisa. 3) E se você estiver de férias e que realmente relaxar, use o pullman hop on hop off. Aqueles ônibus com o teto aberto, coloque seus fones de ouvido e pronto! Relaxe!

    Quanto custa o bilhete?

    O bilhete único custa 2,75 dólares, enquanto o MetroCard custa um dólar, e então você tem que recarrega-lo. Portanto, não o jogue fora após usar. A corrida é considerada quando você passa pelas catracas. Não há bilhetes que vale por um dia, o que você pode fazer é o bilhete semanal de passe ilimitado por 31 dólares, e você também pode usar o ônibus. O bilhete mensal sai por 116,50 dólares. A esta soma deve ser adicionado o custo de US $ 1 do MetroCard.

    Onde comprar o bilhete?

    Você pode comprar em máquinas automáticas que ficam dentro das estações de metrô. Ou, em alguns casos, em um balcão físico.

    Devo fazer o passe semanal ilimitado?

    Acredito que isso você só irá descobrir no final da viagem. Em geral, no entanto, para viagens de uma semana ou cinco dias pode valer a pena, se for uma viagem de apenas 3 ou 4 dias, não.

    Podemos usar um MetroCard para dois?

    Se sua conta não for ilimitada, não. Porque depois que você utiliza o cartão, ele é bloqueado nessa estação por vários minutos. Caso a sua conta seja ilimitada, você não terá problema em partilhar o MetroCard. Um usa, e logo depois o outro pode usar.

    As crianças pagam?

    Até 5/6 anos não. No entanto não existe uma regra precisa para isso. Geralmente olham a altura e se a criança não for alta o suficiente pode passar sob as catracas, então isso significa que você pode com segurança utilizar o serviço sem um bilhete.

    E se a gente entrar sem pagar o bilhete?

    Se você for pego, irá pagar uma multa alta, e pode realmente ter problemas! Eu não arriscaria. Considere que há vários policiais à paisana no metrô. Teoricamente é fácil pular a catraca, mas acho que não vale a pena!

    Não saber Inglês pode ser um problema?

    Às vezes, se houver qualquer alteração ao longo da rota será feito um anúncio em Inglês. Porém, se você não entender, pergunte aos outros, se ninguém conseguir te ajudar, siga as instruções. Pode acontecer de todos terem que sair do vagão, nesse caso isso significa que você também terá que sair. Siga a maioria, você vai acabar se localizando.

    Nova York tem uma boa cobertura de metrô?

    Você pode ir do Bronx a Coney Island. 368 km de metrô não é pouco!

    Como introduzir o cartão nas catracas?

    Basta passar o cartão pela catraca, como nesse vídeo.