Notizie, curiosita',aneddoti, e fantasie su New York – tagged "Linha L" – Minha Viagem a Nova York Google+

Autenticamente Nova York

Tudo que você precisa saber sobre o metrô de Nova York July 19 2016

O Metrô é seguro?

Claro, é um lugar muito seguro. Você vai entende isso, porque mesmo à noite vai encontrar muitas pessoas sozinhas no metrô, então não se preocupe. Mas quando ele esta cheio, tenha cuidado quando for retirar a carteira do bolso. Não é comum acontecer alguma coisa, mas é bom se precaver.

Quando o metrô para de funcionar à noite?

Na verdade, nunca. Ele esta sempre ativo, mesmo após a meia-noite as linhas são reduzidas, e aumenta o tempo de espera.

Quais são as desvantagens do metrô de Nova York?

1)Nem todas as paradas são adaptadas a pessoas com deficiência. 2) No verão é muito quente na área de espera do metrô 3) Ao contraio dentro do vagão é muito frio. 4) À noite, como dissemos antes, o tempo de espera aumenta. 5) As indicações são um pouco confusas, mas basta lembrar que quando você tem que ir para o norte, você tem que tomar a direção Uptown, se você tem que ir para o sul tem que ir para Downtown.

Se eu tirar alguns dias de férias, você acha que devo usar o metro?

É um transporte rápido, embora às vezes um pouco estressante durante horários de pico. Em todo caso, temos algumas alternativas. 1) Em distâncias pequenas vá a pé. 2) Se você estiver em 3 ou 4 pode usar táxi ou Uber, que irá custar aproximadamente a mesma coisa. 3) E se você estiver de férias e que realmente relaxar, use o pullman hop on hop off. Aqueles ônibus com o teto aberto, coloque seus fones de ouvido e pronto! Relaxe!

Quanto custa o bilhete?

O bilhete único custa 2,75 dólares, enquanto o MetroCard custa um dólar, e então você tem que recarrega-lo. Portanto, não o jogue fora após usar. A corrida é considerada quando você passa pelas catracas. Não há bilhetes que vale por um dia, o que você pode fazer é o bilhete semanal de passe ilimitado por 31 dólares, e você também pode usar o ônibus. O bilhete mensal sai por 116,50 dólares. A esta soma deve ser adicionado o custo de US $ 1 do MetroCard.

Onde comprar o bilhete?

Você pode comprar em máquinas automáticas que ficam dentro das estações de metrô. Ou, em alguns casos, em um balcão físico.

Devo fazer o passe semanal ilimitado?

Acredito que isso você só irá descobrir no final da viagem. Em geral, no entanto, para viagens de uma semana ou cinco dias pode valer a pena, se for uma viagem de apenas 3 ou 4 dias, não.

Podemos usar um MetroCard para dois?

Se sua conta não for ilimitada, não. Porque depois que você utiliza o cartão, ele é bloqueado nessa estação por vários minutos. Caso a sua conta seja ilimitada, você não terá problema em partilhar o MetroCard. Um usa, e logo depois o outro pode usar.

As crianças pagam?

Até 5/6 anos não. No entanto não existe uma regra precisa para isso. Geralmente olham a altura e se a criança não for alta o suficiente pode passar sob as catracas, então isso significa que você pode com segurança utilizar o serviço sem um bilhete.

E se a gente entrar sem pagar o bilhete?

Se você for pego, irá pagar uma multa alta, e pode realmente ter problemas! Eu não arriscaria. Considere que há vários policiais à paisana no metrô. Teoricamente é fácil pular a catraca, mas acho que não vale a pena!

Não saber Inglês pode ser um problema?

Às vezes, se houver qualquer alteração ao longo da rota será feito um anúncio em Inglês. Porém, se você não entender, pergunte aos outros, se ninguém conseguir te ajudar, siga as instruções. Pode acontecer de todos terem que sair do vagão, nesse caso isso significa que você também terá que sair. Siga a maioria, você vai acabar se localizando.

Nova York tem uma boa cobertura de metrô?

Você pode ir do Bronx a Coney Island. 368 km de metrô não é pouco!

Como introduzir o cartão nas catracas?

Basta passar o cartão pela catraca, como nesse vídeo.

 


Bushwick, o bairro com maior quantidade de artistas no mundo que fica no coração do Brooklyn May 22 2016

Texto e foto de Luca Marfé

FacebookLuca Marfé Photography - Twitter: @marfeluca - Instagram@lucamarfe

 

Partiremos de um conceito muito simples: se você ama o grafite, você tem que conhecer Bushwick, imediatamente.

Na linha L da Union Square em direção ao Brooklyn, desça na Jefferson Street e comece a andar pelo universo hipster mais cool de Nova York.

Uma viagem dentro de uma viagem para todos os amantes da Big Apple.

Antes mesmo de saltar do metrô, comece a limpar a tela de seu telefone (ainda melhor se tiver função contínua), pois sua imagem pode ser cortada.

Entre na Wyckoff Avenue e ande em direção a Troutman Street e se perca entre as milhares de diferentes expressões artísticas que moradores e simples frequentadores têm dado a este bairro cada vez mais visitado.

No passado aqui havia grande quantidade de fábricas, hoje muitas delas estão abandonadas e se tornaram o coração pulsante do talento nova-iorquino.

Troutman Street, acho, particularmente, uma obra-prima de cores e visões. Os murais são enormes e cobrem fachadas inteiras de edifícios. Você pode ir e voltar pelas obras pelo menos umas dez vezes, no entanto, nunca será suficiente e você sempre irá querer mais. E a cada passo verá algo novo, um detalhe ou um enorme portão que um momento antes você não tinha observado.

Maravilhas urbanas.

Existem muitas mensagens fortes, de cunho político e social. A arte não é só estética, mas os artistas querem fazer com que as pessoas escutem suas vozes e mudem as coisas erradas.

E o que dizer da diversidade? Você vai se deparar com personagens de todos os tipos. Os artistas de rua e os cidadãos comuns do mundo em busca de um momento de relaxamento, incluindo uma cerveja gelada (totalmente artesanal!) e alguns aperitivos, quaisquer que sejam.

Deixe em casa qualquer vestígio de timidez e se entregue: você terá as conversas mais absurdas e interessantes de sua vida!

Entre os lugares para escolher está o The Rookery, à direita na Troutman Street. O balcão é ótimo, a seleção de cerveja é interminável e o hambúrguer, o melhor que já caiu em minhas mãos! Tudo a preços relativamente baixos e com um belo jardim do lado de fora.

Como alternativa, existe um lugar mais famoso e, certamente, mais caro, o Sea Wolf, local de Wyckoff e Troutman. Você come divinamente (carne e peixe), o lugar é muito bom, tem um espaço amplo tanto interno quando externo e as bebidas são deliciosas. O único ponto sensível: a conta. A equipe está sempre muito ocupada e por isso muitas vezes não é amigável.

Quando você voltar para Manhattan (sei que estamos falando de Manhattan!), parece que está voltando para o planeta Terra.

Porque, como diz a obra de arte na área, Bushwick é uma espécie de "outro planeta".  E, na minha cabeça, será assim por um bom tempo.