No coração de Manhattan um edifício diferente e pouco notado: The Bowdoin Stables. August 01 2016

Entre os edifícios que mais me surpreenderam quando eu olhava para o alto, é esse que vocês estão vendo na foto. É um prédio de três andares construído em 1902 em um estilo conhecido como colonial holandês (149 E 38th St). Estamos na área de Murray Hill, para você se localizar estamos muito perto do Empire State Building.

Este edifício é uma homenagem à velha Nova York, que ainda não havia sido conquistada pelo Inglês. O arquiteto que projetou esse prédio Ralph Townsend, que ficou famoso projetando hotéis. Em 1907 o edifício foi comprado pelo banqueiro George S. Bowdoin (que leva o seu nome).

O mais belo nessa história, pelo menos para mim, é que o prédio foi originalmente usado como uma espécie de garagem para carruagens, e em seguida, quando os carros substituíram os cavalos, ele se tornou um estábulo para cavalos, e Bowdoin ficou morando no andar superior. O prédio foi um estábulo, me entende?!

Poderíamos defini-lo como o mais famoso e caro estábulo do mundo, uma vez que em sua última avaliação o prédio estava valendo US $ 14 milhões (não é pouco). Agora, obviamente, um edifício de luxo, muito bem cuidado. Depois de várias vendas, ele terminou em boas mãos. Ele pertence a uma fundação artística que organiza eventos populares chamado de  Carriage House Center. No entanto, para mim o mais impressionante são os detalhes. Observem as fotos.

Na ponta da fachada esta a representação fantástica de um bulldog, ou melhor, da cabeça dele. Ele foi esculpido em 1902 (foto abaixo).

Pela forma como a cabeça esta exposta no centro de uma estrutura piramidal, da uma sensação de ser o verdadeiro dono da casa, um deus pagão a que este prédio foi oferecido, o dono que de cima controla tudo, uma esfinge contemporânea em uma Nova York que já se modernizou. É uma imagem incomum, única em sua própria maneira. Nós não sabemos o significado, ou por que ele foi colocado ali, mas o resultado é, sem dúvida, positivo. Após cem ele ainda chama a atenção de todos os olhares, ele sobreviveu a inúmeras reconstruções de Manhattan.

No canto de baixo, com o mesmo estilo, existem dois cavalos com uma coroa de flores em volta do pescoço, como se tivessem acabado de ganhar uma corrida. Neste caso, o sentido é compreensível, uma vez que a construção foi usada para acolher cavalos, o que também ajuda a entender a grande porta central.

Mas se a gente se concentrar no interior do edifício, vamos encontrar um ambiente muito moderno, com uma escada linda em espiral central, uma obra-prima! Eu não sei se conseguir convencer vocês, mas vale a pena visitar o edifício. Além disso, ele aparece em um filme de Woody Allen: Whatever Works (Tudo Pode dar Certo) (2009).

Você pode chegar aqui pela Times Square, em uma agradável caminhada de dez minutos. Aqui está o endereço completo acompanhado por um mapa do Google.