Aqui estão os melhores Steakhouse de Nova York! June 08 2016

por Mariagrazia De Luca 

deluca.marymary@gmail.com

Regra número um: quando você for comer em um Steakhouse nunca diga "well done" se você quiser que o seu bife mal passado! Na verdade, no jargão do Steakhouse "well done" quer dizer que você quer sua carne bem passada. Portanto, para vocês, queridos leitores do Minha Viagem a Nova York aqui está um pequeno vocabulário que será útil quando você for pedir o seu bife (isso também é válido para os pratos de peixe) na Big Apple. Os leitores que já forem especialistas nesse assunto podem ir diretamente para o próximo parágrafo.

Bem passado: Well done

Ao ponto: Medium

Mal passada: Medium rare

Quase cru: Rare

Comer um steak em Nova York é uma grande experiência: é como uma viagem ao passado! Muitos steakhouse têm suas decorações baseadas em 1800 e início de 1900, com móveis de madeira e quadros da época de George Washington pendurados em suas paredes, sem mencionar a equipe, o serviço é formal e os garçons extremamente profissionais. A comida é de excelente qualidade. Os melhores restaurantes vendem carne com certificado USDA. A carne USDA é de excelente qualidade (na forma, cor, textura, etc.) e representa cerca de 2% da carne vendida nos restaurantes daqui. Então, quando você ler no menu USDA, pode ter certeza que seu steak será “top of the top”.

Keens Steakhouse

Onde: 72 West 36th Street

Você não vai acreditar quando chegar no Keens Steakhouse. Ele não parece um restaurante, parece mais um palácio! No teto esta a maior coleção de cachimbos do mundo: mais de 90.000 exemplares. Este Steakhouse foi fundado em 1885 por Albert Keen, um personagem muito famoso na época do Herald Square Theatre District. Os atores mais famosos viviam no Keens Chophouse, em uma sala denominada sala do cachimbo (Pipe Room), dedicada exclusivamente à atividade de fumar cachimbo, juntamente com os produtores, jornalistas, escritores etc. Provoca certa estranheza essa "mania" no século XXI, até porque Nova York é uma cidade quase livre do tabaco, onde fumar em locais públicos rendem multas (US $ 50 multa mínima, caso peguem você fumando no Central Park, só para você ter uma ideia). E pensar que tantas celebridades faziam parte desse clube do cachimbo (Pipe Club) com sede no Keens Steakhouse: entre elas: Theodore Roosevelt, Liza Minelli e Enrico Caruso.

Os elegantes garçons e garçonetes que trabalham no restaurante o recebem com muita hospitalidade, e os convidam para fazer um tour pelo restaurante (por conta própria), para você ver suas maravilhas. Este steakhouse é um verdadeiro museu com quadros da época nas paredes, móveis antigos de madeira, luminárias de luxos e mais de 300 lugares para sentar divididos em 4 ambientes, cada um com um nome diferente. Os mais “expensive” são os, Bull Moose Room e o Lamb Room. Vale ressaltar que na entrada existe um achado "arqueológico" muito legal! A receita de um steak recheado de centenas de anos atrás, que fica exposta para os clientes. Recomendo que você experimente a famosa "Motton chop". E para a sobremesa? Desejamos-lhe boa sorte na escolha na sua escolha, entre os 16 diferentes opções do menu.

Peter Luger Steakhouse

Onde: 178 Broadway, Brooklyn

O Peter Luger Steakhouse é uma instituição nacional. Foi fundado por um alemão chamado, Peter Luger, em 1887, com o nome "Carl Luger’s Café, Billiard and Bowling Alley”. O restaurante passou por um momento de decadência, e foi fechado por um período de tempo, em seguida, reabriu se tornando um steakhouse lendário!

Alfred Hitchcock dividia seu bife com Peter Luger, você acretida nisso? Pois é, muitas celebridades frequentaram e ainda frequentam assiduamente este restaurante que é definido como “America’s classic”. De Niro pode facilmente sentar ao seu lado e desfrutar um ‘Chopped Steak USDA Prime’ tranquilamente.

Por 32 anos este Steakhouse esteve no topo da lista dos melhores Steakhouses, de Nova York. 'Sublime' é o adjetivo que melhor descreve a carne que você irá comer no Luger Steak House. Não é preciso dizer, mas a qualidade é USDA, a carne é selecionada cuidadosamente, e é envelhecida com determinadas técnicas familiares. O menu (você pode verificá-lo on-line, embora os preços não estejam incluídos) muda dependendo do dia da semana, e há sempre um "especial". Molhos para carne também são produzidos por esse restaurante e podem ser comprados on-line ($ 37,50 o conjunto com 6).

Os preços são altos no Peter Luger Steakhouse, nem todos os orçamentos podem pagar um jantar nesse Steakhouse. No entanto, se você tiver a oportunidade prove o lendário "dry-aged beef Luger" caso contrário visite o Peter Luger até as 3:45 da tarde, e experimentar o seu burger por 14 dólares. Uma boa opção, certo?

Porter House Steakhouse

Onde: 10 Columbus Circle, 4th Floor (quarto piano)

 

Muitos nova-iorquinos conhecem a fama do chef do Porter House, Michael Lomonaco. Ele foi entrevistado pelo New York Times em 2015, em um artigo sobre o melhor steakhouse de Nova York, e também tem participado de muitos programas de culinária em canais como Discovery Channel e ABC. Ele é responsável por montar o menu do Porter House Steakhouse. Além de pratos de carne (USDA) há pratos de peixe e também iguarias raras e únicas como o Siberian Caviar, 28 gramas, $ 95. Aproveite o tempo para ler as 52 páginas da carta de vinho (250 rótulos diferentes), ou se você ficar sem paciência pode optar por um “premium cocktail” ou “prohibition cocktail”. A variedade de cervejas, Chopp ou engarrafada, no entanto, é limitada (apenas 6 tipos, que são 3 de 3 garrafa e 3 de barril). No coração do Columbus Circle, no quarto andar de um edifício, O Porter House oferece uma vista deslumbrante do Central Park. “Not just any piece of meat”, foi o título do artigo no The New York Times sobre o bistec excelso do chef Lomonaco. Agora, adicione a vista do Central Park e uma boa taça de vinho tinto, o que vocês acham? 

Gallaghers Steakhouse

Onde: 228 W 52nd Street

Este épico steakhouse abriu em 1927, e devido à sua localização, bem próximo a Times Square, foi frequentado por atores, dançarinos e pugilistas que se misturaram com jogadores e gangsters (as muitas fotos nas paredes do local confirmam isso). Durante o período de proibição ele foi um verdadeiro "speakeasy" um daqueles restaurantes onde o álcool de contrabando era vendido, e depois de 1933, quando não havia nenhuma proibição, o Gallaghers Steakhouse tornou-se o restaurante da moda.

Parece que esse é o único steakhouse de Nova York, onde a carne é feita no hickory coal (carvão de nogal Americano): o que torna a carne mais macia e o sabor mais concentrado. Junto com um menu de “Steaks and Chops” (de $ 23 a $ 52), podemos ver também “Seafood” and “Specialities” “Grilled Tuna Steak  (35 dólares), bem como Veal Chop Parmigiana (49 dólares) (vitela e costela com parmesão). 

Wolfgang’s Steakhouse

Onde: 4 Park Ave – 16E 46th Street – 409 Greenwich Street – 200 E 54th Street – 250 W 41st Street

As grandes janelas Wolfgang’s Steakhouse no Park Avenue mostram a grandeza e elegância de um dos mais renomados restaurantes de Nova York. O bar é bem completo, é em forma de ferradura, e tem o seu próprio menu, mais barato comparado ao segundo ambiente, onde há mesas redondas e os garçons com camisas brancas servem-lhes o melhor bon-ton que vocês poderiam provar. No bar você pode provar o Wolfagang’s Burger que vem acompanhado de ‘steak fries’ e anéis de cebola frita, por 16,95 dólares, tomando um Absolut Oyster Shooter. Para os mais exigente existe o menu do restaurante onde há antipastos de camarão ou de caranguejo e carpaccio de carne bovina, como entrada principal, entre outros, Lamb Chop (costeletas de cordeiro), Veal Chop (costeleta de vitela) e o famoso Prime NY Sirloin Steak.  

Old Homestead Steakhouse

Onde: 56 9th Avenue

"Se para muitos a carne bovina é um hobby, para nós do Old Homestad Steakhouse, é coisa séria!". Este é o lema do Old Homestad Steakhouse localizado em um dos mais movimentados e estilosos bairros de Nova York, o Meatpacking. Muita coisa mudou em um século nesta área, por volta do início de 1900 ele era o centro da "indústria de carne" com mais de 250 matadouros. A ordem no steakhouse Old Homestead é BEEF, BEEF, BEEF, BEEF! Ele foi inaugurado em 1868, e hoje é conhecido pela sua “prime aged USDA Texas-side slabs of beef” bife de 24 onças (0,68kg). Há uma longa lista de “Steak” e “Chops” no menu, como o New York Sirloin (lombo) que fica entre 50 e 60 dólares, a bistec Texano ($54) e o Filet Mignon ($50). Existem também una ampla variedade de Japanese Kobe Steak, que variam de 6 onças (0,17kg) por 175 dólares, e 12 onças (0,34kg) por $350..

Minetta Tavern

Onde: 113 MacDougal St

Na Minetta Tavern, além de apreciar o famoso Black Label Burger (que falamos no artigo sobre os melhores hambúrgueres em Nova York), você pode provar o delicioso bife de carne bovina, que é um dos melhores da cidade. Entre os muitos "Grillades" temos que fazer uma nota especial para o Bone-In New York Strip ($65), o Filet Mignon au Roquefort envolto em maçã e bacon defumado ($ 53), e a Veal “Porterhouse” Chop ($ 52). Com certeza a Minetta Tavern merece uma visita. E podemos acrescentar que foi o restaurante favorito de Hemingway em Nova York!

Benjamin

 Onde: Dylan Hotel, 53 E 42st St

Benjamin Steakhouse abriu em 2006 e já em 2011 foi definido pela Zagat como "um dos melhores steakhouse da cidade de Nova York". No site, a equipe Benjamin está investindo na publicidade para o Menu Valentine’s Day (Dia dos Namorados), um menu especial projetado especificamente para o dia 14 de fevereiro. Um presente um pouco “expensive”, talvez, mas vai deixar o seu namorado de boca aberta (e a barriga cheia). Por 99 dólares por pessoa (excluindo drinques, impostos e 20% obrigatório) você pode ter um San Valentin muito especial, na companhia de uma das melhores "carnes" de Nova York! Essa realmente é uma boa opção para o seu jantar de dia dos namorados no próximo 14 de fevereiro.

Entre os ‘Appetizer’ você pode escolher o cocktail de calamares sweet & smoky Canadian bacon. Entre as ‘Entrée,’ USDA chef selection and Dry Aged Porterhouse Steak (para dois). Entre os ‘Sides’ aspargos e purê de batatas. Entre os doces (no doubt about it!) Porção dupla de Chocolate Mousse Cake. Podemos tomar "tap water”, “água da torneira”, para evitar que a conta chegue às estrelas, ou... Uma garrafa de vinho tinto (os preços não aparecem online) para enfatizar o sabor único da carne do Benjamin Steakhouse! (E se esqueça da conta, que provavelmente já passou do telhado do restaurante).

Smith & Wollensky

Onde: 797 3rd Avenue

É curioso que o nome do restaurante que foi definido pela Gourmet Magazine como "a Quinta essência dos steakhouse nova-iorquinos" tenha sido escolhido pelo proprietário Alay Stillman de forma aleatória a partir de uma lista telefônica de Nova York. Stillman, vendedor de cosméticos, logo se dedicou as atividades empresarias. A Smith & Wollensky steakhouse abriu em 1977 e tornou-se um templo dos Steakhouse. "Se o bife fosse uma igreja, o Smith & Wollensky seria uma catedral", afirmou a equipe do restaurante em um vídeo que pode ser visto no site do Steakhouse. Todas as carnes vendidas no Smith & Wollensky são USDA com corte feito a mão e seca durante 28 dias. Os menus oferecidos pelo restaurante podem ser visto on-line: Lunch menu, Dinner menu, Grill menu e o Restaurant Week Luch menu. Ao lado do Prime Steak & Classic esta o Colorado Rib Steak, 32 onças (58 dólares), podemos provar também a clássica Smith & Wollensky’s classic prime rib 26 onças (0,73kg) por 55 dólares. O templo dos steakhouse também é especializado em lagostas (lobsters). Live Maine Lobsters de 3 (1,3 kg) a 13 libras (5,8 kg), o preço varia de acordo com o mercado. A Cold Water Lobster Tail (10/15 onças, saem entre 39/59 dólares).

Qual é o segredo para fazer o perfeito "Prime Rib" (que pode ser traduzido como costelas)?

O chef da Smith & Wollensky, Laurence Knapp explica como preparar perfeitamente e assar um “Prime Rib”em um vídeo Business Insider... Que faz dar água na boca!

 

Piero Armenti sugere: "Quando você for em um Steakhouse não tenha dúvida. O melhor corte é o Porterhouse ".