As gírias de Nova York, o que você deve saber April 12 2016

Mariagrazia De Luca

deluca.marymary@gmail.com

 

A gíria de Nova York, ou melhor, "a língua de rua" muda a cada dia, sempre surge uma expressão nova, ou um novo modo de falar a mesma coisa. Você prestar atenção nas pessoas que conversam "on the street", porque ao mesmo tempo em que algumas palavras morrem, outras surgem.

A gíria varia, de comunidade para comunidade. Existe a gíria da comunidade latina, dos rappers, gíria de um bairro que é diferente de outro bairro.

"HIT ME NO JACK", diria um rapper para outro, o que siginifica: "Me ligue.”.

A rapper também diz "WHAT’S SHAKING? WHAT’S CRACKING?" Para dizer: "O que foi?";" Como você está?".

Outra expressão, por outro lado, muito usado por italiana-americana; "IT’S WHATEVER", que significa "Tanto faz".

Entre os latino espalhou-se o "Spanglish", uma mistura de Espanhol e Inglês não é Inglês e nem Espanhol, mas uma mistura. Aqui estão alguns exemplos.

 

QUE LO QUE?” (what’s up, na comunidade domenicana)

TATO’ ” (It’s all good, está tudo bem)

BEESI” (busy). I am so beesi!

REDI: (ready): estamos “redi”, pronto!

GOGGLEAR: to google, procuara no google.

TEXTEAR: to text, enviar mensagem de texto.

PAREE: party, festa! Vamos a festa

FRIZAR: to freeze. Em espanhol é “congelar”, em inglês é “freeze”.

Aqui no Harlem, meu vizinho sempre me diz WASSAP! quando ele me encontra no elevador.

Eu respondo:

YO, BRO! WASSAP?  [Hey, brother! what’s up?].

Eu aprendi que YO! é típico aqui, eu escuto isso o tempo todo quando as pessoas se cumprimentam na rua. São “gírias" de situações extremamente informais. Entre os membros de uma "gang", mas também entre amigos, muitas vezes os adolescentes, mas não entre pessoas formais. É fato que não se escuta "YO" pelos corredores de uma universidade.

BRO significa "brother" e traduzi-lo para o português seria “irmão”, com o significado de amigo.

Em Nova York, durante o inverno, faz muito frio. O último não foi considerado atípico. Os nova-iorquinos se queixam da neve e do gelo, e preferem ficar em casa ou em lugares fechados com aquecedores ligados "a toda força". O que os nova-iorquinos diriam em um dia frio (8 graus, bastante frio para a primavera).

Nova-iorquino: Ya, bro! It’s BRICK outside. A tradução seria: Hey! Está muito frio lá fora!

Outra pessoa poderia responder: Nah, my DUDE (no, my brother).

Parece que "bro" pode ser substituído com muitos outros sinônimos, tais como "dude", "man", "son" etc.

Para as palavras MAD e CRAZY também há uma utilização diferente para os nova-iorquinos.

Nova-iorquino: Ya, bro! I’m MAD hungry! (estou com muita fome)

Nova-iorquino 2 dá uma pizza a nova-iorquino 1: That’s CRAZY good! (É muito bom!)

Se um nova-iorquino está com muita fome, faz um mix entre a palavra HUNGRY (fome) e ANGRY (bravo). I am so HANGRY!

A palavra TIGHT também é bastante usada, e significa “upset”, triste.

Nova-iorquino: Ya, bro! You got me mad TIGHT! (mad, sabemos que significa “muito” e tight “bravo”, preocupe-se se um nova-iorquino falar isso com você!).

Se você quer ofender uma pessoa você diz GHETTO. Não soa como um elogio. Ele funciona como um adjetivo ou nome, e pode ser dirigido a todos, indiscriminadamente, "black", "white", "latinos". Eles são geralmente de baixa classe social, mas "ghetto" também pode ser apenas uma atitude.

She is a GHETTO!  (não diga isso a qualquer mulher, eu recomendo!)

RATCHET é sinônimo de GHETTO, com a diferença que a pessoa que diz acredita ser “cool”, “diva”, embora na realidade pareça mais “pedante”. O Urban Dictionary da uma descrição mais ilustrativa de ratchet:

Se tiver um telefone celular Blackberry.

Canta hip hop, ou cita versos de forma aleatória.

Arruma os cabelos e pinta pelo menos 3 vezes (é preciso provar!)

Veste leggings rasgadas, saltos altos, jaquetas jeans apertada, vestida para sair, mesmo que seja para ficar em casa o dia todo.

Fala intercalando como, “yolo”, “really”, naw”, etc.

Possui uns quilos a mais

Diploma? Carreira? O que é isso?

Embora o Urban Dictionary não faça uma referência explícita, um homem também pode ser considerado retchet. Digamos que ratchet são as pessoas muitas vezes não conhecem a palavra "finesse" e parecem ter grave problemas gramaticais, irrecuperável.

É provável que caia em estereótipos, mas é um fato que ratchet é muito comum por aqui.

Uma pessoa DEAD-ASS, é aquela que é levada a sério. E recomenda-se “don’t mess with him or her”, não mexa com ele ou ela. O sentindo de DEAD-ASS pode també ser sinônimo de “honesto”.

Nova-iorquino: I’am DEAD-ASS! (Estou falando sério!)

Uma amiga minha de Nova York um dia disse: Maria, RIDE OR DIE!

Olhei para ela com um ponto de interrogação sobre o seu rosto, e ela me disse, sorrindo.

“I’m with you all the way till death.” Um ato de amizade, eu estou com você nos momentos bons e ruins.

Então para mim: "You are my G".

"Eu sou o seu G?"

Quando diz que alguém é "G" significa ser seu melhor amigo, um grande amigo.

Visitar (e explorar) Nova York é mergulhar neste mar de gírias!

Este artigo "registra" apenas algumas das infinitas variações do modo de falar em Nova York. Inspirado em amigos nova-iorquinos, o vizinhos "black", vizinhos "latinos", e conversar de pessoas na rua, em cafés dominicanos do Harlem, e simplesmente observando as pessoas e a linguagem corporal dos cidadões de New York City.

VAMOS HANGEAR em Nova Iorque! (do inglês, HANG OUT e do espanhol "passear") vamos passear em NYC! A cidade deve ser vivida para poder entender melhor as misturas de línguas, que muitas vezes é impossível de traduzir.